Magno Martins

Magno Martins

Política Diária

Perfil:Graduado em Jornalismo pela Unicap e com pós-graduação em Ciências Políticas, possui 30 anos de carreira e já atuou em veículos como O Globo, Correio Braziliense, Jornal de Brasília, Diário de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Foi secretário de Imprensa de Pernambuco e presidiu o comitê de Imprensa da Câmara dos Deputados. É fundador e diretor-presidente do Blog do Magno e do Programa Frente a Frente.

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

“Rachas” na Via Mangue

Magno Martinssex, 21/04/2017 - 14:50

Quando cai a noite e o movimento diminui nas vias do Recife, a Via Mangue, em Boa Viagem, mais parece uma pista de corrida. Na rodovia, que é expressa, a velocidade máxima permitida é de 60 quilômetros por hora, mas, sempre por volta das 23h das quartas e quintas-feiras, motoqueiros realizam competições e chegam até a andar na contramão, pondo em risco as próprias vidas e as de quem circula corretamente pelo local.

Um dos “rachas”, que são disputas ilegais de velocidade, foi flagrado pela TV Globo, em que foram contadas ao menos 11 motos envolvidas, todas em velocidades acima da permitida na Via Mangue. A pista é monitorada por várias câmeras de segurança e, ao longo do percurso, existem vários radares, que parecem não intimidar quem anda fora da lei.

Para praticar os rachas, eles fazem uma volta de reconhecimento da pista, para ter a certeza de que ninguém vai incomodar. A TV Globo acompanhou um grupo com sete motociclistas, que, antes de entrar na Via Mangue, exibem as altas cilindradas das motos. O grupo de infratores circula livremente na via, sem ser parado por ninguém.

Existe uma Lei Federal que proíbe a prática de rachas, com penas que variam entre seis meses e dois anos de prisão. Segundo o gerente de fiscalização do Detran, Paulo Paz, a infração é passível de multa gravíssima, com suspensão do direito de dirigir e remoção do veículo.

"Geralmente, são grupos bem articulados, que marcam os encontros pela internet. O Detran trabalha com carros e motos descaracterizados, em conjunto com batedores da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), para buscar os motociclistas. Também vamos intensificar as fiscalizações junto à Polícia Militar”, prometeu.

Técnico em eletrotécnica, Bruno Cordeiro também precisa passar pela Via Mangue para chegar a qualquer lugar da cidade, e se preocupa, além dos acidentes, com a insegurança no local. “Você vê muita gente na pista. Os caras pulam na frente da gente. A pista está sem os alambrados e qualquer um pode passar de um lado para o outro, tentar assaltar e voltar para a comunidade. Não tem como se proteger”, disse.

Segundo a Polícia Militar, o 18º Batalhão faz rondas na Via Mangue, além do vide monitoramento, mas não há registros de ocorrências de rachas ou denúncias em nenhum dos canais de comunicação com a corporação. Robson Graciniano, um dos motoristas que precisa passar pela Via Mangue, diz que é muito esquisito e a iluminação é muito baixa. “É bem arriscado, passo por aqui todos os dias e nunca vi polícia passar. Passo com muito medo”, afirmou.

VAI SOBRAR ALGUÉM?– Com a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou abertura de 76 inquéritos para investigar pessoas citadas nas delações da Odebrecht, subiu para 195 o número de investigados na Corte a partir da Operação Lava Jato. Antes das decisões, 109 parlamentares, ministros e outros envolvidos eram investigados no STF. Entre os parlamentares que serão processados no Supremo Tribunal Federal estão 16 nomes do PT, 14 do PMDB e 11 do PSDB. Todos foram citados nos depoimentos de delação premiada de ex-diretores da empreiteira, uma das maiores doadoras para campanhas políticas no País.

Esvaziamento e saia justa– A agenda da caravana da oposição em Garanhuns foi recheada de visitas a obras do Governo, mas a plenária na Câmara de Vereadores, último compromisso da quarta-feira, não contou com os prefeitos da região integrantes do campo da oposição ao governador, como Armando Souto, de Caetés e Luis Aroldo, de Águas Belas. A estrela solitária foi Felipe Porto (PSD), de Canhotinho. Os sete deputados – Teresa Leitão (PT), Álvaro Porto (PSD), Augusto César (PTB), Edilson Silva (Psol), Júlio Cavalcante (PTB), Socorro Pimentel (PSL) e Priscila Krause (DEM) – ainda passaram por uma saia justa. A vereadora Afra Betânia Monteiro (PTB), da base do prefeito Izaias Régis (PTB), os constrangeu com uma pergunta: se tinham apresentado um único projeto na Assembleia em favor de Garanhuns.

Pernambuco em ação– Em razão de três feriadões seguidos, o Governo deu um timing na agenda dos seminários “Pernambuco em ação”, que começou por Afogados da Ingazeira e já passou por Petrolândia, Arcoverde, Garanhuns e Santa Cruz do Capibaribe. No início do próximo mês, deve ser retomado pela cidade de Palmares, contemplando os municípios da Mata Sul. Em seguida, o governador Paulo Câmara e sua comitiva voltam para o Sertão. Faltam ainda o Sertão Central (Salgueiro), do Araripe (Araripina) e do São Francisco (Petrolina).

O bicho vai pegar - Nas conversas com o Ministério Público Federal, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, prometeu ainda mais informações do que aquelas apresentadas em depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância. O centro das tratativas do acordo diz respeito ao Lula, como já ficou demonstrado quando Léo Pinheiro disse na última quinta-feira que o ex-presidente o orientou a destruir provas. Mas também perpassa pela relação da companhia com o PT e seus tesoureiros.

Voto contra – O deputado Zeca Cavalcanti (PTB) votou contra ao pedido de urgência da proposta de reforma trabalhista derrotado no plenário da Câmara dos Deputados por 230 a 163 votos e uma abstenção. O parlamentar trabalhista já tinha se pronunciado contra a reforma trabalhista enviada pelo Governo durante entrevista em uma rádio de Arcoverde. O requerimento encurtaria os prazos para votação em plenário, possibilitando sua análise na próxima quarta-feira. Agora, o projeto precisa seguir os prazos regimentais na comissão que analisa o tema.

CURTAS

TEATRO– O vereador Marcelo Gomes, da bancada do PSB na Câmara de Caruaru, aprovou na Casa proposta de sua autoria para municipalizar o teatro João Lyra Filho, pertencente à Fundação Assistencial, Cultural e Educacional – Facec. “Mesmo com o esforço heroico do pessoal da Associação dos Artistas de Caruaru, que hoje comanda o Teatro, a falta de investimentos limita as possibilidades de promoção de seminários, oficinas, cursos, festivais e outras exibições musicais, de teatro e artes cênicas”, alega.

EXPOSIÇÃO – O secretário de Agricultura, Nilton Mota, abriu a 40ª Exposição de Animais de Carpina, no Parque Senador Paulo Guerra, ao lado do prefeito Manoel Botafogo, do deputado estadual Vinicius Labanca, do presidente da Associação dos Criadores da Mata Norte, João Borba, e do presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), Emanuel Rocha. O evento atrai criadores e empresas do segmento agropecuário e deve comercializar mais três mil animais.

Perguntar não ofende: Palloci está disposto mesmo a entregar o amigão Lula?

COMENTÁRIOS dos leitores