Senado aprova MP que amplia acesso ao Prouni

Com a aprovação, estudantes de escolas privadas não-bolsistas podem participar

por Elaine Guimarães ter, 26/04/2022 - 19:20
Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo Para se tornar lei, a MP deve ser aprovada pelo Congresso até 16 de maio de 2022 Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo

Nesta terça-feira (26), o Senado aprovou a medida provisória que autoriza a participação de alunos de escolas particulares não-bolsistas no Programa Universidade para Todos (Prouni). A ampliação do acesso ao programa estudantil a esse público valerá a partir de julho. No entanto, para se tornar lei, a MP deve ser aprovada pelo Congresso até 16 de maio de 2022.

Apesar da modificação, o texto aprovado mantém os critérios de renda para a concessão de bolsas parciais e integrais em instituições de ensino superior privadas. Assim, para bolsa de 100% é necessário renda familiar mensal per capita de até 1,5 salário mínimo e para o benefício de 50%, o candidato deve possuir renda familiar mensal per capita de 1,5 a 3 salários mínimos.

COMENTÁRIOS dos leitores