Pernambuco divulga novo protocolo da educação

O documento será aplicado a educação básica, ensino superior e cursos livres

por Maya Santos sex, 02/10/2020 - 12:03
Clarissa Paiva O protocolo explica que as unidades de ensino devem ter a disposição álcool 70% Clarissa Paiva

Nesta quinta-feira (1º), a Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE-PE), do Governo do Estado, divulgou o novo protocolo setorial da educação. O documento conta com mais de 20 mil contribuições da sociedade civil durante o período de consulta pública.

Segundo o secretário da SEE-PE, Fred Amancio, o documento não passou por alterações significativas em relação ao primeiro texto publicado, e ainda poderá ser melhorado. Esse protocolo determina regras sobre distanciamento social, medidas de prevenção, monitoramento e comunicação, que será aplicado a educação básica, ensino superior e cursos livres - como cursos de línguas, cursos técnicos, qualificação profissional e outros.

Segundo publicado pela SEE-PE, entre as normas, há descrito um distanciamento de um metro e meio entre os estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores em todos os ambientes da unidade de ensino. Com isso, deve ser observado o quantitativo de alunos por turma, que poderá ser reduzido caso necessário.

Para atender as exigências, as unidades de ensino ainda poderão adotar um sistema de rodízio, além de articular diferentes intervalos de entrada, saída e alimentação - com distanciamento de dois metros entre os alunos - com a finalidade de evitar aglomerações nas dependências do local. Ainda segundo o novo protocolo, estão suspensas todos os eventos presenciais e as atividades esportivas.

Quanto a higienização, o protocolo explica que as unidades de ensino devem ter a disposição álcool 70% e locais para lavagem frequente das mãos, e também alerta que as escolas devem reforçar a limpeza e desinfecção dos ambientes e das superfícies mais tocadas, como mesas e cadeiras, por exemplo. Esse último deve ocorrer antes e durante o expediente.

Para manter a comunicação e realizar o monitoramento das medidas, as instituições podem utilizar os recursos de comunicação interna e redes sociais por meio de cartilhas com orientações básicas sobre os cuidados ao novo coronavírus (SARS Covid-19) na internet e em pontos estratégicos do ambiente escolar.

Por fim, o documento orienta ações em caso de pessoas com suspeita, confirmação ou contato com outras pessoas confirmadas com Covid-19. Essas recomendações vão de isolamento de 14 dias a atendimento pelo aplicativo Atende em Casa. Confira o novo protocolo na íntegra, através deste link.

COMENTÁRIOS dos leitores