Escola pede que alunos troquem abraços por sorrisos

Ideia é uma forma de combater a propagação do coronavírus

por Ruan Reis dom, 15/03/2020 - 17:14
Pixabay . Pixabay

A instituição escolar é a primeira fase de socialização para uma criança. É nese ambiente que ela desenvolve vínculos sociais e transmite o carinho que recebe em casa. Porém, devido ao aumento no número de casos confirmados de coronavírus (Covid-19) no Brasil, escolas estão tomando medidas para evitar a transmissão da doença entre os alunos e garantir o bem-estar dos mesmos. 

Esther Carvalho, diretora do colégio Rio Branco, situado no bairro de Higienópolis, São Paulo, que a situação da doença foi analisada com cuidado. “Na medida que o cenário internacional foi se alterando, a gente também foi monitorando os alunos que vieram do exterior, sempre em uma perspectiva de monitoramento e atenção, mas também sem muito alarmismo. Estamos trabalhando com dados que vão sendo expostos pelos órgãos oficiais”, declara. E como uma das maneiras de transmissão do coronavírus é por contato físico, a escola lançou uma ação que instiga os alunos trocarem abraços por sorrisos.

Campanha 'troque beijos e abraços por sorrisos' Foto: Reprodução/Assessoria de imprensa

A escola reforça para as crianças a necessidade de manter hábitos de higiene, como lavar as mãos e usar álcool em gel. Sentindo que era preciso uma precaução maior, a escola começou uma campanha entre os alunos para trocarem abraços e beijos por sorrisos.  “Nós brasileiros temos um aspecto cultural: a proximidade física ao cumprimentar as pessoas. Devido a isso, esse hábito cultural precisa se alterado neste momento de risco à saúde. Por isso, surgiu a ideia de trocar beijos e abraços por sorrisos, em uma tentativa de evitar o contato físico com as pessoas”, disse a diretora Ester Carvalho.

Não somente no Brasil

Lavar as mãos é a medida preventiva amplamente divulgada em todos os países. Entretanto, muitas pessoas não possuem esse hábito. Por isso, uma educadora do colégio norte americano Hallsville, localizado no Missouri, Estados Unidos, desenvolveu um método criativo para incentivar a lavagem das mãos por parte de seus alunos.

Com base nesse cenário atípico, a professora Shauna Woods, 29, vem carimbando a mão de cada estudante para identificar quem está realmente levando as mãos. Ao final das aulas, os estudantes que demonstrarem estar cumprindo corretamente as orientações de higiene, recebem um prêmio.

“Estamos fazendo o nosso melhor para manter os germes longe”, declara a professora no Facebook. Dentro da sala de aula, ela também dispõe de lenço umedecido e álcool em gel para higienização dos alunos. O post viralizou e muitos pais adoraram a iniciativa e as escolas pretendem implementar essa medida criativa.  

Foto: reprodução/Facebook

Covid-19

Descoberto na China, o Covid-19 provoca sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar. Até o momento, as investigações sobre as formas de transmissão ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, estão ocorrendo.

O Ministério da Saúde do Brasil esclarece que a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos. Ao espirrar ou tossir, é necessário cobrir o nariz ou a boca, além de evitar aglomerações se estiver doente.

COMENTÁRIOS dos leitores