Professores do Recife ameaçam deflagrar greve por reajuste

Segundo a categoria, a Prefeitura informou que o reajuste agendado para janeiro só será pago no fim do ano

por Victor Gouveia qua, 04/03/2020 - 12:26
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Professores realizam ato nesta quarta-feira (4), na capital pernambucana Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo

Na manhã desta quarta-feira (4), profissionais da Educação do Recife realizaram uma manifestação na Praça Tiradentes, localizada no Cais do Apolo, área Central da capital pernambucana. A categoria ameaça decretar greve após a prefeitura afirmar que só faria o reajuste salarial de 12,84% no mês de dezembro.

De acordo com o Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere), a gestão municipal descumpriu a determinação do Ministério da Educação (MEC), que garante o reajuste integral dos professores até o dia 10 de janeiro de 2020. Outras reivindicações são a melhoria no plano de saúde e a promoção de concursos público. Desde 2011 sem certame, a direção da categoria estima que haja um déficit de 1000 vagas.

Outra exigência dos professores é a autonomia de 1/3 da carga horária garantida para a aula atividade, destinada para o planejamento de aulas e provas. "E se diminui o tempo de planejamento, dessa carga horária que foi destinada na lei de 2008, a gente hoje não tem mais como fazer uma atividade de forma integral", afirma a diretora do sindicato Sandra de Souza.

LeiaJá também

-> Professores de Recife denunciam desvio de função

COMENTÁRIOS dos leitores