Universidades funcionarão com energia renovável

O projeto tem por objetivo ajudar as instituições no pagamento das contas de luz e reduzir substancialmente os custos

por Camilla de Assis sex, 29/11/2019 - 12:14
Valter Campanato/Agência Brasil Anúncio foi realizado em coletiva de imprensa nesta sexta (29) Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou, nesta sexta-feira (29), que as universidades públicas serão contempladas por fontes de energia limpa. A ação tem o objetivo de ajudar as instituições no pagamento das contas de luz e reduzir substancialmente os custos.

Para isso, serão repassados às instituições R$ 37,5 milhões. O valor será distribuído para as universidades com maiores desempenhos e mais altos indicadores de qualidade. Segundo o secretário de Educação Superior, Arnaldo Barbosa, as insituições foram divididas em "faixas". As que ocuparem os mais altos níveis receberão maiores valores. "Em média, a maioria das universidades vai ter entre 1,5 milhão a mais", disse Barbosa.

Do total da verba, 65% vão para painéis solares, quanto os outros 35% serão destinados ao término das obras. "Reduziremos a conta de energia em 25 milhões de reais por ano", garantiu o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Por conta das mudanças, dois campi e duas fazendas-escola funcionarão com energia totalmente renovável na Universidade Federal Rural do Amazonas (UFRA), de acordo com o reitor da instituição Marcel Botelho.

Maiores detalhes sobre quais instituições receberão o repasse extra, além de prazos para funcionamento do novo sistema de energia não foram divulgados.

LeiaJá também

-> MEC diz que universidades têm 'plantações de maconha'

COMENTÁRIOS dos leitores