UFPE adere ao Programa Bolsa Permanência

Valor da bolsa é de R$ 400. Já para os estudantes indígenas e quilombolas, a quantia será de R$ 900

por Nathan Santos ter, 04/06/2013 - 16:00

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) assinou, nesse mês de maio, o termo de adesão ao Programa de Bolsa Permanência (PBP), do Governo Federal. O intuito da ação é conceder auxílio financeiro a estudantes de graduação de instituições federais em situação de vulnerabilidade socioeconômica e para alunos indígenas e quilombolas. Não existe limite definido de bolsas e as inscrições são realizadas em fluxo contínuo.

De acordo com a instituição de ensino pernambucana, para receber a bolsa, o estudante precisa ter renda familiar per capita não superior a um salário mínimo e meio, bem como ele precisa estar matriculado em cursos de graduação com carga horária média superior ou igual a cinco horas diárias, conforme cálculo do Ministério da Educação (MEC), entre outras exigências.

Primeiro, os interessados precisam se inscrever por meio do endereço eletrônico do PBO, e, após a notificação do MEC, a universidade pernambucana deverá avaliar o aluno para comprovação dos critérios, por meio de entrevista com apresentação dos documentos originais. Em algumas situações, haverá visita domiciliar.

Segundo a UFPE, estudantes indígenas e quilombolas poderão receber o recurso independente da carga horária dos cursos nos quais estão matriculados. Além disso, a bolsa poderá ser concedida a alunos indígenas e quilombolas matriculados em cursos de licenciaturas interculturais para a formação de professores.

O valor da bolsa é de R$ 400. Já para os estudantes indígenas e quilombolas, a quantia será de R$ 900. Segundo a UFPE, o pagamento será realizado diretamente ao estudante, por parte do Governo Federal, através de um cartão de benefício.

COMENTÁRIOS dos leitores