Questões raciais serão temas da Conae 2014

Conferência será realizada no início do próximo ano

por Nathan Santos sex, 08/03/2013 - 14:29
Wilson Dias/ABr Existe uma lei que torna obrigatório o ensino de história de cultura afro-brasileira e africana no âmbito da educação básica Wilson Dias/ABr

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nessa quinta-feira (8), que a inclusão de novas questões étnico-raciais na educação brasileira deverá ser um dos temas das conferências regionais que antecederão a Conferência Nacional de Educação (Conae) 2014. Segundo o órgão, as temáticas discutidas nos encontros municipais e intermunicipais serão levadas às conferências estaduais. Esse ato vai servir de orientação aos delegados designados para o evento nacional, que será realizado no começo do próximo ano.

Também ontem, integrantes da Comissão Técnica Nacional de Diversidade para Assuntos Relacionados à Educação dos Afro-brasileiros (Codara), instituição vinculada ao MEC, se reuniram em Brasília com o objetivo de definir os temas. “Há experiências de sucesso na formação de professores, mas a maioria das universidades precisa ainda incluir conteúdos étnico-raciais nos cursos de licenciatura”, destacou a coordenadora-geral de educação para as relações étnico-raciais do MEC, Ilma Fátima de Jesus, conforme informações do Ministério.

Já existe uma lei que torna obrigatório o ensino de história de cultura afro-brasileira e africana no âmbito da educação básica. Na intenção de preparar uma mobilização nacional para o Conae de 2014, no próximo dia 14, o coordenadora-geral de educação para as relações étnico-raciais do MEC uma videoconferência por meio da internet. 

COMENTÁRIOS dos leitores