Do Google ao YouTube, 5 apps com versões para crianças

LeiaJá traz uma lista com cinco aplicativos seguros para os pequenos

por Nathália Guimarães sex, 12/10/2018 - 09:22
Reprodução Messenger Kids é uma das opções criadas especialmente para os internautas mirins Reprodução

Em um mundo digital repleto de perigos, é importante manter as crianças seguras. A boa notícia é que existem centenas de grandes desenvolvedores fazendo versões de seus aplicativos adequadas para os pequenos, onde eles podem pesquisar na internet, ouvir música, conversar com amigos e até conferir desenhos sem se preocupar. Confira abaixo uma lista com cinco ferramentas feitas para este público com funções similares ao YouTube, Google e até Netflix.

YouTube Kids

Voltado para espectadores com idades entre 2 e 8 anos, o YouTube Kids traz uma curadoria de conteúdo apropriada para os pequenos, além de uma série de controles parentais embutidos. O serviço está em funcionamento desde 2015 nos EUA. Em seu primeiro ano, o YouTube Kids foi baixado mais de 10 milhões de vezes.

Ao contrário do YouTube tradicional que já conhecemos, a versão para crianças não faz nenhuma coleta de dados. Outra diferença é que a publicidade veiculada no YouTube Kids não é clicável e não encaminha o usuário para outros sites ou aplicativos. O YouTube Kids tem versões para Android e iOS.

Facebook Messenger Kids

Inspirado no mensageiro do Facebook, o Messenger Kids é um aplicativo gratuito de mensagens projetado para que as crianças se conectem com amigos próximos e familiares a partir de seu tablet ou smartphone. Os pequenos usuários só podem conversar com contatos aprovados pelos pais, o que cria um ambiente mais controlado. As videochamadas incluem máscaras interativas, reações e efeitos sonoros.

O perfil do Messenger Kids de cada criança é gerenciado por meio da conta do Facebook de seus pais. Os pequenos usuários podem bloquear pessoas com as quais não querem se conectar, e os responsáveis também conseguem remover indivíduos da lista de contatos deles a qualquer momento. O aplicativo tem versões para Android e iOS.

Kiddle

Não podemos mais imaginar um mundo sem o Google. Seja para pesquisar sobre uma nova espécie de animal ou para acessar notícias, ele está disponível 24 horas por dia para qualquer pessoa que tenha internet em seu smartphone ou computador. Ciente dos riscos que essa acessibilidade pode trazer, a empresa criou um sistema de buscas seguro para crianças, onde palavras inapropriadas são bloqueadas.

A versão do Google para crianças, chamada Kiddle, é alimentada por editores da companhia e permite que os pequenos pesquisem imagens, notícias ou vídeos. Quando um internauta mirim consulta algum termo, os primeiros três resultados incluem sites e páginas seguras que são escritas especificamente para o público infantil.

Outra principal diferença entre o Kiddle e o Google é que o primeiro apresenta mais ilustrações e uma grande fonte, para que as crianças possam ler melhor o texto. O motor de buscas também não coleta qualquer informação pessoal e limpa seus logs a cada 24 horas. Para acessar o Kiddle, basta clicar aqui.

Netflix

A seção infantil no Netflix é uma parte apropriada para crianças da experiência da Netflix, na qual você encontrará conteúdo adequado os pequenos. Para acessar esta parte da plataforma, um pai ou responsável precisa criar um perfil infantil em sua conta principal.

Esse perfil mostrará conteúdo exclusivo para crianças e terá uma barra de navegação de caracteres que facilita para os usuários mirins encontrarem seus programas e filmes favoritos. Entre os conteúdos disponíveis estão grandes sucessos de bilheteria como "Wall-E", "Frozen - Uma Aventura Congelante" e "Toy Story 3".

MPBaby Jukebox

Disponível para iPhones, o MPBaby Jukebox conta com animações em versões infantis de sucessos de Elvis Presley, U2, Pink Floyd e Caetano Veloso, entre outros artistas. Uma espécie de Spotify para os pequenos.

Além de trilhas de cinema, o aplicativo traz sucessos e cantigas de ninar com animações e arranjos calmos que agradam todas as idades. Outras funções interessantes são o DJ Baby, que permite mixar as canções baixadas, o suporte para o AirPlay, que permite reproduzi-las na TV, e a possibilidade de utilizar o serviço mesmo offline.

LeiaJá também

--> Instagram adota inteligência artificial contra o bullying

COMENTÁRIOS dos leitores