Uber: Nova York limita emissão de licenças para motoristas

Legislação também permitirá que a cidade defina um salário mínimo para os motoristas

por Nathália Guimarães qui, 09/08/2018 - 10:23
Wikimedia Commons Wikimedia Commons

Nova York, nos EUA, é a primeira cidade americana a impor um limite máximo de carros em circulação para serviços de transporte por aplicativos, uma medida que impacta diretamente a operação de empresas como Uber e Lyft. A legislação também permitirá que a cidade defina um salário mínimo para os motoristas.

Os apoiadores das propostas, aprovadas nesta quarta-feira (8), disseram que tanto a tradicional indústria de táxi quanto os motoristas de serviços baseados em outros aplicativos estavam sofrendo enquanto os carros Uber inundam as ruas da cidade.

O prefeito Bill de Blasio disse que as leis reduzirão o agravamento do trânsito nas ruas e vão melhorar os baixos salários dos motoristas. Nova York é o maior mercado americano da Uber e é a primeira cidade dos EUA.

A lei proíbe, por 12 meses, a entrega de novas permissões para veículos dessas empresas, a menos que estejam preparadas para receber cadeiras de rodas, e estabelece um pagamento mínimo para os motoristas, que deve ser regulado pela Comissão de Táxis e Limousines (TLC).

A Uber, por outro lado, fez campanha contra a legislação, alertando os passageiros de que um teto para os motoristas criará preços mais altos e esperas mais longas para os carros. 

LeiaJá também

--> Uber interrompe desenvolvimento de caminhões autônomos

COMENTÁRIOS dos leitores