Aprenda a baixar o Android P no seu celular agora mesmo

Nova versão do sistema do Google já pode ser baixada em alguns modelos de smartphones

por Nathália Guimarães qua, 09/05/2018 - 12:05
Reprodução Novo Android P foi apresentado na conferência Google I/O, na Califórnia Reprodução

O Google revelou nesta terça-feira (8) uma série de novos recursos que estão chegando à próxima versão de seu sistema operacional móvel, o Android P. Ainda sem nome oficial, o software já está disponível em beta aberto, o que significa que você pode baixá-lo caso tenha um smartphone compatível. As novidades foram mostradas durante o Google I/O, a conferência da empresa realizada na Califórnia (EUA).

Aqueles que têm um smartphone modelos Google Pixel ou Pixel 2, Sony Xperia XZ2, Xiaomi Mi Mix 2S, Nokia 7 Plus, Oppo R15 Pro, Vivo X21 ou o Essential PH-1 podem acessar a página de teste beta do Android para inscrever seus dispositivos. O OnePlus 6, que ainda não foi lançado, também será incluído na lista posteriormente.

É importante lembrar que o sistema operacional ainda está em fase de testes e, uma vez que você instalar o software no seu celular, não há como voltar à versão antiga de maneira simples. Caso se arrependa e queira retornar ao Android 8.0 Oreo, será necessário formatar o telefone e perder todos os dados armazenados nele.

"Não se esqueça de fazer backup do seu smartphone Android antes de instalar a versão beta do software. As atualizações que você receberá como parte desse programa são versões de pré-lançamento e podem conter erros e defeitos que podem afetar o funcionamento normal do seu dispositivo", alerta o Google, em seu blog oficial.

O Android P inclui alguns novos recursos importantes que prometem tornar sua rotina mesmo estressante. A atualização permite definir limites de tempo de uso para os aplicativos, alternar seu telefone para tons de cinza durante à noite e ocultar facilmente todas as notificações quando você está de férias, indo dormir ou quando simplesmente não quiser vê-las.

Além disso, a atualização inclui novos gestos de navegação para substituir os familiares botões da tela inicial - algo que a Apple implementou no iPhone X. Uma das menores, mas mais notáveis, mudanças é o deslocamento do relógio para o lado esquerdo da tela, onde era exibido o sinal da rede móvel e as notificações dos aplicativos.

Outro recurso útil que chegará com a atualização é um sistema de inteligência artificial que aprende os padrões de uso do dono do celular e direciona a energia apenas para os aplicativos que ele mais utiliza em uma determinada hora do dia. Com isso será possível reduzir em até 30% do consumo de energia.

LeiaJá também

--> Instagram vai permitir a postagem de músicas nas histórias

COMENTÁRIOS dos leitores