Estônia pode ser primeiro país a ter própria moeda virtual

Proposta de empresário precisa de apoio de políticos do país que enxergam na iniciativa uma tentativa de driblar os impostos

por Wagner Silva qua, 20/12/2017 - 16:26

A Estônia pode ser o primeiro país do mundo a emitir sua própria moeda virtual. Batizada provisoriamente de “Estcoin”, a criptomoeda pode ser usada como forma de pagamento para empresas que possuem negócios virtuais no país, chamadas de e-residents (moradores eletrônicos em tradução livre). A conversão será feita pelo valor do euro no dia do pagamento, segundo informações da agência Reuters. Porém, a ideia não é uma iniciativa do governo do país, e sim de Kaspar Korjus, empresário do ramo de tecnologia.

A proposta foi recebida com grande entusiasmo pelo setor privado e o empresário busca apoio dos políticos nessa empreitada. O argumento é de que o investimento os e-residents vão gastar €1,8 bilhões (quase R$ 8 bilhões) no país nos próximos oito anos, conforme levantado por uma consultoria independente. “O propósito do Estcoin é acelerar isso (investimento) e, ao mesmo tempo, trazer mais interessados no desenvolvimento digital do país”, declarou o empresário.

Entre os pontos negativos apontados pelos parlamentares da Estônia estão o fato de que empresas podem usar esse novo tipo de transação para escapar dos impostos e a declaração do Banco Central Europeu de que reconhece apenas o euro como moeda corrente no bloco. Outros países já tentaram colocar esse plano em prática, entre eles a Suécia e a Venezuela, mas sem resultados satisfatórios.

COMENTÁRIOS dos leitores