Google adota nova estratégia para combater fake news

Ferramenta que ordena resultados de buscas no site será usada pela Alphabet para rebaixar ranking de sites que propagam informações falsas

por Wagner Silva sex, 24/11/2017 - 14:57

O Google está se preparando para adotar medidas contra a propagação de fake News por sites oficiais dos países e tem a Rússia como primeiro alvo. A informação é do jornal britânico The Guardian e a ação acontece um mês depois que o Facebook revelou que cerca de três mil anúncios com temática política veiculados na rede social estavam distorcendo a realidade. Por essa razão, a gigante das buscas na internet vai rebaixar o ranking desses sites nos motores de pesquisa para evitar a disseminação de notícias falsas.

“Nós não pretendemos banir os sites porque essa não é a forma mais eficaz. Eu sou totalmente contra a censura. Sou a favor de usar os rankings para isso”, afirmou o diretor-executivo da Alphabet (empresa que controla diversas divisões do Google), Eric Schmidt. Em resposta às declarações de Schmidt, a editora-chefe do Russia Today, Margarita Simonyan, disse que depois de revisarem todos os sistemas utilizados pela publicação não encontraram nada em desacordo. “Nossos colegas (do Google) admitiram três semanas atrás que não violamos nenhuma regra das plataformas”, afirmou Simonyan.

De acordo com Schmidt, o maior desafio é encontrar o limiar entre barrar o que é informação falsa propagada deliberadamente e o bloqueio de sites inofensivos, transformando a ferramenta que determina a ordem de exibição dos resultados de busca no site em uma espécie de censura.

COMENTÁRIOS dos leitores