Jovem é preso após hackear universidade para alterar notas

Ele invadiu o sistema da universidade diversas vezes para dar a si mesmo e a outros colegas notas maiores em seus testes

por Nathália Guimarães seg, 20/11/2017 - 15:15
Reprodução Estudante alterou suas notas mais de 90 vezes em um período de 21 meses Reprodução

Um ex-aluno da Universidade de Iowa, nos EUA, foi preso após ser acusado de hackear o sistema da instituição de ensino para criar um sofisticado esquema de trapaça. Este foi o caso do norte-americano Trevor Graves, 22, que conseguiu acesso antecipado a diversas provas e também mudou suas notas posteriormente. Ele ainda não foi julgado, mas pode enfrentar até 20 anos de reclusão se for considerado culpado. As informações são do canal CNBC.

Segundo o FBI, Graves invadiu o sistema de classificação da universidade diversas vezes para dar a si mesmo e a outros colegas notas maiores em seus testes. Ele supostamente instalou dispositivos conhecidos como keyloggers em computadores das salas de aula. A partir daí, o jovem passou a registrar o que seus professores digitavam, incluindo senhas e informações de login.

Com essas informações em mãos, segundo informou o FBI, o estudante alterou suas notas mais de 90 vezes em um período de 21 meses. Também foram detectadas mudanças em resultados de testes de pelo menos outros cinco alunos. O acesso aos sistemas da universidade ocorreu entre março de 2015 e dezembro de 2016.

COMENTÁRIOS dos leitores