Falha no WhatsApp pode revelar com quem você conversa

Segundo o analista de segurança, qualquer pessoa com um pouco de conhecimento técnico e um laptop à disposição pode explorar a brecha

por Nathália Guimarães ter, 10/10/2017 - 10:21
Reprodução WhatsApp, que pertence ao Facebook Reprodução

Os usuários do WhatsApp agora devem redobrar sua atenção antes de abrir um chat com alguém no aplicativo. Isso porque uma falha no mensageiro, que pertence ao Facebook, pode ser explorada para espionar com quem você está conversando. Segundo o analista de segurança Rob Heaton, que descobriu a vulnerabilidade, qualquer pessoa com um pouco de conhecimento técnico e um laptop à disposição pode explorar a brecha.

Basta que o espião tire proveito de dois recursos presentes no aplicativo - um que mostra a última vez que você acessou o aplicativo e outro que exibe quando está online - para começar a coletar os dados. A pior parte, porém, é que não há nada que o usuário possa fazer para impedir que os invasores monitorem sua atividade.

Isso porque é possível desativar a opção de mostrar quando o usuário visitou o aplicativo pela última vez, mas não há como fazer o mesmo com o recurso de status online que revela se o serviço está sendo usado naquele momento.

É a partir da análise desses dados que um espião seria capaz de verificar a atividade de um usuário. Ao observar longos períodos de atividade de alguém, por exemplo, ele entenderia em quais horários aquela pessoa dorme. De posse das informações cruzadas de pessoas diferentes, também seria possível descobrir uma interação entre elas.

De fato, é pouco provável que alguém passe todo o seu dia monitorando o status do WhatsApp de alguém, mas, segundo o pesquisador, é possível utilizar os dados para criar uma extensão de navegador com o único objetivo de assistir e gravar a atividade online de seus contatos usando o WhatsApp Web, por exemplo.

O pesquisador de segurança avisa ainda que esses dados também podem ser facilmente coletados em uma escala de massa e depois vendidos a empresas terceirizadas para fins publicitários. As pessoas com padrões de sono irregulares são, afinal, excelentes clientes para os fabricantes de comprimidos para dormir.

LeiaJá também

--> Novo golpe no WhatsApp promete saque de FGTS inativo

COMENTÁRIOS dos leitores