Novo app de paquera une mulheres com homens poligâmicos

Aplicativo foi baixado mais de 10 mil vezes antes de parar de registrar novos membros

por Nathália Guimarães ter, 03/10/2017 - 12:25
Reprodução Nova versão do app está programada para ser lançada em 5 de outubro Reprodução

O desenvolvedor indonésio de aplicativos Lindu Pranayama percebeu que havia muitos homens casados ​​procurando outra esposa em seu país, mas poucos serviços online para atender às suas necessidades. Por isso ele criou o app AyoPoligami, desenvolvido para reunir usuários do sexo masculino com mulheres que estão dispostas a criar famílias poligâmicas.

Simulando o sistema do Tinder, o serviço já provocou controvérsias desde o início de abril na Indonésia, onde mais de 80% dos 250 milhões de habitantes são muçulmanos e a poligamia é legal.

Os homens muçulmanos podem ter até quatro esposas na Indonésia, o país muçulmano mais populoso do mundo, se a permissão é concedida por um tribunal e a primeira esposa dá seu consentimento.

O aplicativo foi baixado mais de 10 mil vezes antes de parar de registrar novos membros, após surgirem preocupações de que contas falsas estavam sendo criadas e homens que usavam o serviço sem o conhecimento de suas primeiras esposas.

Uma nova versão está programada para ser lançada em 5 de outubro e irá impor regras mais estritas aos usuários, incluindo a exigência de que eles forneçam um documento de identificação, estado civil e uma carta de permissão de suas primeiras esposas.

COMENTÁRIOS dos leitores