Apple doará US$ 2 mi para grupos de direitos humanos

A doação é parte da promessa do presidente executivo (CEO), Tim Cook, de ajudar a liderar a luta contra o ódio, que alimentou a violência na Virgínia durante uma manifestação de supremacistas brancos no fim de semana passado

qui, 17/08/2017 - 20:00

A Apple anunciou a doação de US$ 2 milhões para dois grupos de direitos humanos como parte da promessa do presidente executivo (CEO), Tim Cook, de ajudar a liderar a luta contra o ódio, que alimentou a violência na Virgínia durante uma manifestação de supremacistas brancos no fim de semana passado.

Cook afirmou que discorda fortemente da comparação feira pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, entre as ações de supremacistas brancos e de manifestantes que se opunham aos grupos racistas. O CEO da Apple disse acreditar que equiparar os dois lados "corre contra os nossos ideais como americanos", tornando-o o mais recente executivo a se distanciar de Trump.

A Apple está fornecendo US$ 1 milhão para o Southern Poverty Law Center e para a Anti-Defamation League. Também combinará as doações de empregados com esses dois grupos e outras organizações de direitos humanos numa base de dois para um. Fonte: Associated Press.

COMENTÁRIOS dos leitores