Alunos da rede pública de Itapissuma criam drone policial

Ideia será utilizada para reforçar a patrulha nas ruas do município

por Nathália Guimarães qua, 28/06/2017 - 15:14
Cortesia Invenção surgiu durante as aulas de robótica promovidas pela rede de ensino para facilitar o aprendizado dos estudantes Cortesia

Dois alunos da rede pública municipal de ensino de Itapissuma, na Região Metropolitana do Recife (RMR), utilizaram a tecnologia para tentar resolver um problema de segurança na cidade onde moram. Os jovens criaram um drone policial capaz de vigiar os bairros e reforçar o trabalho dos policiais. Foram 100 horas de aula para chegar ao protótipo do aparelho.

Os alunos Gabriel dos Santos, de 12 anos, e Adriano Bandeira, de 13, cursam a 7ª série. A invenção surgiu durante as aulas de robótica promovidas pela rede de ensino para facilitar o aprendizado dos estudantes. A iniciativa é uma parceria entre o município e a empresa pernambucana Dulino.

Foi a primeira vez que os meninos tiveram contato com conceitos ligados à construção e utilização de robôs. "A gente vê na reportagem que tem muita violência aqui e o drone pode ajudar a pegar ladrões, pois eles muitas vezes escapam. O drone pode ficar lá em cima vigiando e o bandido vai nem perceber. Pode passar em ruas de difícil acesso, ajudar em uma perseguição", explicou Adriano Bandeira.

Para construir o drone, eles usaram um software livre da Lego, que trabalha com blocos pré-programados, o que facilita o raciocínio da programação. A ideia dos jovens caiu no gosto da gestão municipal e, em breve, será utilizada para reforçar a patrulha nas ruas de Itapissuma. A ideia é que o aparelho repasse informações para os policiais e direcione o trabalho das equipes.

LeiaJá também

--> Amazon planeja construir prédios para entregas com drones

COMENTÁRIOS dos leitores