Protesto: 'Menina vai se vestir de azul e menino de rosa'

A ideia é que, na próxima quinta-feira (10), os brasileiros contra a declaração de Damares Alves utilizem roupas com as cores justamente ao inverso da declaração da ministra

por Taciana Carvalho qui, 03/01/2019 - 15:46
Marcos Corrêa/PR Marcos Corrêa/PR

Após a repercussão do vídeo que circula na internet no qual a nova ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirma aos pulos que "menino veste azul e menina veste rosa", a Mídia Ninja organizou um protesto simbólico contra a auxiliar ministerial do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Na página do evento criado no Facebook, a organização convida os brasileiros contra a declaração de Damares para que na próxima quinta-feira (10) homens se vistam de rosa e mulheres de azul, justamente o contrário do que foi dito pela polêmica ministra. 

A Mídia Ninja condenou a “comemoração lamentável” da ministra aos gritos para seus correligionários. “Nós vamos mostrar que não é bem assim e no dia 10 de janeiro vamos todos pra rua, cada qual com seu modelito, meninas de azul e meninos de rosa. Quem topa? Mande sua foto com o modelito escolhido”, pediu.

Ainda pedem que cada cidadão publique uma foto usando uma roupa com a cor contrária dita por Damares utilizando a placa com a hashtag #CorNãoTemGênero. “Vamos viralizar”, ressaltam. 

As opiniões do internautas divergem. “Meu filho vai usar azul e minha filha rosa. Quando eles crescerem eles decidem o que querem da vida. Pai e mãe no comando”, escreveu um. ”Meus filhos usam o que quiserem e te garanto que são pessoas muito bem educadas, felizes e nunca me causaram nenhum aborrecimento”, contou outra mulher. 

COMENTÁRIOS dos leitores