No Recife, comunidade LGBT se reunirá contra Bolsonaro

O evento acontece na boate Metrópole, nesta sexta-feira (19), a partir das 19h

por Taciana Carvalho ter, 16/10/2018 - 16:03
Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo

Mais um ato no Recife foi marcado na tentativa de debater estratégias para barrar o crescimento do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL). Nesta sexta-feira (19), a partir das 19h, ativistas da comunidade LBT irão se unir na boate Metrópole, localizada no centro da capital pernambucana. 

No evento, denominado “#EleNão – em Defesa dos Direitos Humanos e da Cidadania”, haverá uma roda de conversa sobre o histórico da resistência LGBT dos anos 70 até os dias de hoje. O encontro terá sob comando o mestre em História Sando Silva.

Maria do Céu, que foi candidata a deputada estadual, já anunciou o seu voto ao presidenciável Fernando Haddad (PT). Ela contou que, por exclusão, vai votar no petista. “Hoje assistimos o opressor nas ruas, nos quartéis, nos congressos, nas famílias, na mídia, ocupando nossas redes sociais e no trabalho chefiando e vigiando. Que insanidade política é essa meu povo? Não vamos votar com paixões ou abduções, vamos votar consciente”, pediu por meio das redes sociais. 

Maria do Céu também disse que na programação do ato político está a exibição de vídeos, arte e a apresentação do grupo @feverbroadway composto por três cantores independentes: Maria Gerjoy, Camila Fitipaldi e Matheus Uchôa. Na ocasião, eles irão interpretar “Cálice”, música composta em 1973, por Chico Buarque de Holanda, considerado um dos hinos de resistência ao regime militar. 

Por sua vez, no domingo (21), o movimento Vem Pra Rua também marcou um ato contra a candidatura de Haddad tendo como mote principal “#PTNão” e "#PTNuncaMais". A manifestação será a partir das 14h30, na Avenida Boa Viagem, com concentração em frente à padaria homônima. 

COMENTÁRIOS dos leitores