Definição do PSB sobre aliança com PT pode sair dia 19

A legenda está dividida entre apoiar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ou a de Ciro Gomes (PDT) na disputa presidencial

por Giselly Santos qua, 11/07/2018 - 13:33
Reproducao/Facebook Para abrir ainda mais espaço ao apoio do PSB, Gleisi também vai conversar com petistas em PE Reproducao/Facebook

O Diretório Nacional do PSB deve definir no próximo dia 19 quem será o candidato que vai apoiar nas eleições presidenciais. A legenda está dividida entre apoiar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ou a de Ciro Gomes (PDT). Para fechar as articulações diante do assunto, o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, encontrou com a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, nessa terça-feira (10), em Brasília. 

Na reunião, além de Gleisi, o vice-presidente petista Márcio Macedo e o deputado federal Paulo Teixeira (SP) ouviram de Siqueira que o partido está considerando apoiar o pedetista Ciro Gomes na corrida ao Planalto. Um fato que pesa é a condenação do ex-presidente pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o que o faz ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa - um dos critérios mais focados pelo PSB. Os dirigentes petistas, por sua vez, reforçaram a disposição de apoiar candidatos pessebistas em Estados considerados estratégicos para o PSB em troca da aliança nacional.

A decisão da direção pessebista deve influenciar diretamente na conjuntura eleitoral em Pernambuco, uma vez que o vice-presidente nacional do PSB e governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), espera ter o PT no palanque em que ele buscará a reeleição. Caso os dois partidos não fechem acordo, o pessebista ganhará mais uma concorrente na disputa pelo Palácio do Campo das Princesas, uma vez que parcela do PT já articula a candidatura da vereadora do Recife, Marília Arraes, a governadora. 

Para abrir ainda mais espaço ao apoio do PSB, Gleisi também vai conversar com petistas nos Estados que ela dispôs firmar alianças com o partido socialista. A dirigente do PT vai debater o assunto com a Executiva do PT de Pernambuco nesta quarta-feira (11), durante uma reunião na sede da legenda no Recife.

Além da conversa com a cúpula petista pernambucana, Gleisi Hoffmann também deve encontrar Marília Arraes e outros nomes que se dispõem como eventuais candidatos do PT ao Governo de Pernambuco. 

Na agenda da senadora também está prevista uma reunião com Paulo Câmara e a ex-primeira-dama e viúva do ex-governador Eduardo Campos, Renata Campos. Ainda não se sabe se a reunião será hoje mesmo ou na manhã desta quinta-feira (12).

COMENTÁRIOS dos leitores