Eleições 2018: campanha pede que voto tenha foco feminista

Com a hashtag #MeuVotoSeráFeminista, a iniciativa vem ganhando às redes sociais e às ruas, com a colagem de lambe-lambe em cidades como Recife e Olinda defendendo o protagonismo das mulheres

por Giselly Santos sab, 02/06/2018 - 13:32

O feminismo é uma das palavras em voga no país e deve ter influência nas eleições deste ano. Em Pernambuco, uma campanha criada pelo grupo PartidA vem pregando a ampliação da participação das mulheres na política, como candidatas aos cargos públicos, e incentivando que o voto para o pleito em outubro tenha o foco feminista. 

Com a hashtag #MeuVotoSeráFeminista, a iniciativa vem ganhando às redes sociais e às ruas, com a colagem de lambe-lambe em cidades como Recife e Olinda. Nas plataformas digitais, a adesão a campanha tem sido caracterizada por fotos - a partir de um modelo em que mulheres, lado a lado, são fotografadas de mãos dadas. 

Embed:

Entretanto, para tentar dar mais visibilidade ao projeto, inclusive, o grupo criou uma conta para arrecadação coletiva [crowdfunding] que tem a meta inicial de conquistar R$ 20 mil até 9 de junho, pouco mais de um mês antes do início oficial da campanha eleitoral. 

Uma ampliação concreta

De acordo com o movimento, a campanha pretende fazer com que a representação de mulheres nas casas legislativas ultrapasse os atuais 10%, que deixa o Brasil no ranking atrás de países como Arábia Saudita, Síria, Iraque e Emirados Árabes. 

“A proposta é que as mulheres estejam nos lugares onde está o poder de decisão e participem efetivamente da construção de políticas públicas que promovam uma sociedade mais justa e igualitária, onde a vida de toda mulher e seus direitos sejam coletivamente respeitados e valorizados”, descreve o texto que lançou o manifesto.

A defasagem de mulheres como candidatas e na política é histórica, apesar delas formarem a maioria da população brasileira. Em 2014, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 29,73% dos quase 25 mil candidatos aos cargos de presidente, governador, senador e deputados federal, estadual e distrital eram mulheres. Já em 2016, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou que em Pernambuco dos 587 candidatos a prefeito, apenas 97 eram mulheres.

COMENTÁRIOS dos leitores