Alckmin faz planos para o Nordeste

O tucano enfatizou que pretende estimular a geração de empregos nos estados nordestinos

ter, 08/05/2018 - 15:53
GOVESP/LeiaJa Arquivo O tucano pretende estimular a geração de empregos no nordeste GOVESP/LeiaJa Arquivo

Em visita ao Nordeste brasileiro, o ex-governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, concedeu entrevista ao Jornal do Piauí onde falou dos planos que tem para a região. O tucano enfatizou que pretende estimular a geração de empregos nos estados nordestinos.

De acordo com o presidenciável, o Nordeste tem recursos que precisam ser aproveitados para o crescimento econômico da região. “O governo federal tem que investir na região. É isso que nós pretendemos fazer. Infraestrutura e logística. Quando você faz estradas, trens, água, esgoto, casa e moradia, você gera muito emprego na construção civil”, falou.

Questionado pelo fraco desempenho dos tucanos nas pesquisas eleitorais da região, Alckmin ressaltou que o cenário político mudou, e as chances de um candidato do PSDB se firmar como favorito no Nordeste são consideráveis. “A última vez que eu disputei foi em 2006 com o ex-presidente Lula, a diferença não foi grande no Brasil, nós tivemos ali no primeiro turno algo em torno de 6%. Só que o Lula era o presidente da República, era reeleição, o PT estava com tudo, agora é outro momento, outra realidade”, ponderou.

Ao analisar o momento político que o Brasil se encontra, o pré-candidato destacou que o debate está polarizado, abrindo espaço para que o extremismo e discurso de ódio virem bandeiras políticas de alguns partidos. Alckmin afirmou que pretende unificar o país. “Eu sou daqueles que não defende essa guerra, esse ódio, essa briga. Acho que não, acho que nós temos que unir o Brasil, resolver problemas fazer o Brasil crescer. É muito triste a gente ter 13 milhões de pessoas desempregadas, outro tanto no subemprego. Então acredito que é possível sim. Eu vou trazer uma mensagem de esperança de que é possível unir o Brasil e a gente avançar”, finalizou o tucano.

Por Fabio Filho

COMENTÁRIOS dos leitores