Protesto no Recife relembra um mês da morte de Marielle

No Recife, no final da tarde deste sábado (14), um protesto marca um mês da morte da vereadora Marielle e reforça a defesa contra a prisão de Lula

por Taciana Carvalho sab, 14/04/2018 - 16:29
Taciana Carvalho/LeiaJáImagens Taciana Carvalho/LeiaJáImagens

Quem passa pelo centro do Recife, mais exatamente na Praça da Independência, também conhecida como Praça do Diário, tem a sua atenção voltada a um prédio ocupado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Em uma das janelas do edifício, uma faixa relembra um assassinato que ainda não teve desfecho: “Marielle Vive”, diz o cartaz em referência a morte da vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL), que aconteceu há exatamente um mês. 

No Rio de Janeiro, neste sábado (14), diversas manifestações relembraram a morte da vereadora. No Recife, mais um ato vai acontecer no final desta tarde, em frente à ocupação Marielle Franco. A atividade está sendo denominada de mobilização “inter-religiosa, política e cultural Marielle Vive, Lula Livre”.

Simultaneamente, o protesto também vai ter como foco defender o ex-presidente Lula, que está preso há exatamente uma semana em uma cela especial na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Os militantes petistas e diversos movimentos sociais devem reforçar a tese de que o ex-presidente foi “preso sem provas”. 

O ato ainda deverá repercutir mais uma decisão da Justiça do Estado do Paraná: fixar uma multa diária de R$ 500 mil para os manifestantes que insistirem em permanecer no entorno da Superintendência da Polícia Federal, onde o líder petista se encontra.  

COMENTÁRIOS dos leitores