Humberto: Se Lula for julgado com isenção será inocentado

Para o senador petista, Lula foi “muito enfático e seguro”, “conseguiu desmontar todos os argumentos e calou” o juiz Sérgio Moro

por Giselly Santos qui, 14/09/2017 - 09:57

Líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE) disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “conseguiu desmontar todos os argumentos e calou” o juiz Sérgio Moro durante o depoimento prestado nessa quarta-feira (13), em mais um processo em que é réu na Lava Jato. Para Humberto, Lula foi “muito enfático e seguro”  ao rebater os argumentos do Ministério Público e se Moro julga-lo com isenção vai inocentar o petista. 

“Sabemos que o magistrado não foi imparcial ao condená-lo no caso do tríplex do Guarujá naquela primeira oportunidade, mesmo diante de todas as evidências que apontavam que ele não era e nunca foi proprietário do imóvel. Agora, Moro tem mais uma chance para mostrar que pode ser imparcial ao julgar o ex-presidente”, pontuou. “Temos convicção de que, se julgado com isenção, Lula será inocentado e será nosso candidato e futuro Presidente da República”, acrescentou Humberto.

O senador, que estava em Curitiba para acompanhar o depoimento de Lula, também reforçou a tese dos petistas de que a não participação do ex-presidente do pleito de 2018 é um “golpe a democracia”. “Sabemos que ele foi o maior presidente que este país já teve e, diante do caos econômico, social e político que vivemos por responsabilidade de Michel Temer, que chegou onde está com a ajuda de Moro e dos procuradores, Lula é a melhor solução. Uma disputa eleitoral sem ele seria um golpe ao estado democrático de direito”, ponderou Humberto. 

O depoimento de Lula a Moro durou pouco mais de duas horas. Durante a oitiva, o petista perguntou se Moro era imparcial, negou o recebimento de propina e disse que é vítima de uma "caça às bruxas".

COMENTÁRIOS dos leitores