"A minha vida partidária é uma tragédia", diz Ciro

O ex- ministro disse que teve que migrar para muitos partidos nos 38 anos de vida pública para se manter "minimamente respeitável"

por Taciana Carvalho sab, 10/06/2017 - 20:03
Chico Peixoto/LeiaJáImagens Chico Peixoto/LeiaJáImagens

O ex-governador Ciro Gomes (PDT), no Recife, neste sábado (10), também foi questionado sobre a possibilidade de reingressar no PSB. "Nenhuma chance. Estou muito feliz no PDT", declarou

Ciro declarou que está será a sua última experiência partidária. "A minha vida partidária é uma tragédia e para me manter minimamente respeitável e coerente em 38 anos eu tive que migrar para muitos partidos".

O pedetista contou que deixou muitos amigos queridos no PSB. "Sai pela porta da frente. Foi uma disputa política aquela que me fez sair. Não quero reproduzir porque meu velho e querido amigo não está entre nós", disse em referência ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, que faleceu em acidente aéreo em 2014.

Ciro ainda enfatizou que gostaria muito de ajudar a unir o campo popular e progressista no Brasil. "E farei o que estiver ao meu alcance para que isso aconteça", garantiu.

COMENTÁRIOS dos leitores