Rede Sustentabilidade deve pedir novo registro em abril

e acordo com os representantes da sigla, foram coletadas cerca de 80 mil assinaturas de apoio - que estão passando pelo processo de validação -, enquanto faltam 32 mil assinaturas reconhecidas em cartório para a concessão do registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

por Giselly Santos seg, 30/03/2015 - 10:30
Leo Cabral/Rede Encontros aconteceram neste fim de semana, em Brasília Leo Cabral/Rede

Os membros do Elo Nacional da Rede Sustentabilidade anunciaram, após uma série de reuniões neste fim de semana, que devem ingressar com o novo pedido de criação da legenda até o final de abril. De acordo com os representantes da sigla, foram coletadas cerca de 80 mil assinaturas de apoio - que estão passando pelo processo de validação -, enquanto faltam 32 mil assinaturas reconhecidas em cartório para a concessão do registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Temos grande margem, mais que o dobro do que falta, considerando que nem todas as assinaturas serão validadas pelos cartórios. Até o final de abril devemos ingressar com as assinaturas validadas que faltam para que o TSE possa analisar e julgar o pedido de registro da Rede Sustentabilidade”, pontuou um dos porta-vozes da agremiação, Basileo Margarido.

Segundo Margarido, algumas ações organizadoras devem pautar a sigla até maio, visando às eleições municipais de 2016. Entre elas, a permanência da coleta de assinaturas, até o veredicto final do TSE sobre a criação do partido.

A Rede também defende que, até o aval do TSE, a ex-senadora Marina Silva vai continuar filiada ao PSB, onde se abrigou para disputar a presidência da República em 2014, primeiro ao lado do ex-governador Eduardo Campos, falecido em agosto, e depois tendo como vice o ex-deputado federal Beto Albuquerque (RS).

COMENTÁRIOS dos leitores