Campanha no Pará incentiva a doação de sangue e medula

Em Belém, Hospital de Clínicas e Fundação Hemopa conseguem coletar 123 bolsas e cadastrar 22 doadores em um dia

por Thalía Araújo qui, 04/04/2019 - 15:09

A Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV), em parceria com a Fundação Hemopa, realizou, na terça-feira (2), a XXIII Campanha de Captação de Doadores de Sangue e de Medula Óssea, com o tema “Sangue doado é amor compartilhado”. O objetivo principal é aumentar o número de doadores.

A meta era atingir a captação de 100 bolsas de sangue. O número foi superado no final da doação, com 123 bolsas coletadas e 22 doadores de medula óssea cadastrados.

“Só tenho a agradecer, estou feliz pela meta. Obrigado a todos que participaram colaborando na coordenação, na captação, os funcionários do Hemopa, todos que estiveram nessa campanha”, disse Ivone Lopes, coordenadora da campanha e enfermeira da Clínica Transfusional da FHCGV.

Iê Bentes, chefe da Agência Transfusional da FHCGV, reiterou a importância do ato e a conscientização da população sobre a doação de sangue. “É algo que depende muito da solidariedade humana. A quebra de tabus, para que a população se mobilize a doar e salvar vidas”, disse.

A campanha faz parte das comemorações dos 18 anos de criação da FHCGV, através da sua Agência Transfusional, mobilizando antigos e novos doadores de sangue e de medula óssea, além de sensibilizar pessoas para causas solidárias. Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas.

Ivone Barbosa, psicóloga, contou como começou a doar sangue. “Meu sobrinho passou por um procedimento cirúrgico e precisou de sangue, dai percebemos o quanto doar é importante. Esse ato tem a intenção de salvar vidas. É fundamental ter essa disponibilidade de fazer essa doação com amor”, concluiu.

 

COMENTÁRIOS dos leitores