Discussão de aumento de tarifa é adiada para fevereiro

Reunião do Conselho Superior Metropolitano de Transporte (CSTM) ocorreu nesta sexta-feira (25) mas deliberação sobre recomposição tarifária estava proibida por determinação judicial

sex, 25/01/2019 - 11:58
Chico Peixoto/LeiaJáImagens Imagem da reunião do CSTM nesta sexta-feira (25) Chico Peixoto/LeiaJáImagens

A Reunião do Conselho Superior Metropolitano de Transporte (CSTM) ocorreu na manhã desta sexta-feira (25). Impedido de deliberar sobre aumento de tarifa de ônibus por determinação judicial, o conselho adiou a discussão para o próximo dia 12 de fevereiro.

Um protesto havia sido marcado para ocorrer em frente ao local da reunião, no prédio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, na Zona Oeste do Recife. Poucas pessoas estiveram presentes para a manifestação, que não ocorreu. Chamava a atenção a grande quantidade de policiais militares que estavam de prontidão dentro do prédio.

Outros temas foram tratados durante a reunião: a posse dos conselheiros eleitos em dezembro de 2018 durante a Conferência Metropolitana de Transportes; a posse dos novos conselheiros; a aprovação de resolução que homologou a redução tarifária da linha Chã de Cruz/TI Camaragibe, passando do Anel D para o A; e a eleição dos novos conselheiros titulares e suplentes da Comissão de Julgamento de Recursos por Infrações ao Regulamento do Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife, conforme regimento interno do conselho.

O encontro sobre recomposição tarifária está marcado para as 8h30 no dia 12 de fevereiro. O Grande Recife Consórcio de Transporte já apresentou proposta de 7,07% de reajuste enquanto os empresários de ônibus pleiteiam 16,18% de aumento.

LeiaJá também

--> TJPE nega recurso do governo sobre aumento de passagem

--> Grupo organiza ato contra aumento das passagens de ônibus

--> Passagem deveria ser de R$ 2,70, diz articulação civil

--> Grupo protesta contra o aumento da passagem de ônibus

--> Liminar suspende reunião sobre aumento de passagens na RMR

COMENTÁRIOS dos leitores