Casos de AIDS e mortes caíram 16% em quatro anos

A garantia do tratamento para todos, a melhora do diagnóstico, a ampliação do acesso à testagem e a redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento estão entre os motivos para a queda

por Beatriz Gouvêa ter, 27/11/2018 - 15:05

Os casos de AIDS e mortes em decorrência da doença caíram 16% nos últimos quatro anos no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde. Entre os motivos para a queda estão a garantia do tratamento para todos, a melhora do diagnóstico, a ampliação do acesso à testagem e a redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento.

De 1980 a junho de 2018, 926.742 casos de aids no Brasil foram identificados, totalizando 40 mil novos casos por ano. Em 2012, o número de casos era 21,7 para cada 100 mil habitantes. Já em 2017, a taxa era de 18,3 casos. Na mesma época, o índice de mortalidade por aids foi de 5,7 mortes para cada 100 habitantes para 4,8 mortes. Além disso, a taxa de transmissão de HVI durante a gravidez caiu 43% entre 2007 e 2017, sendo de 3,5 casos para cada 100 mil habitantes para 2 casos.

O ministério informou que a rede pública de saúde oferecerá o autoteste para populações-chave e pessoas em uso de medicamento de pré-disposição ao HIV a partir de janeiro de 2019. A intenção é distribuir 400 mil unidades do teste, a princípio nas cidades de São Paulo, Santos, Piracicaba, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte e Manaus.

COMENTÁRIOS dos leitores