Mulher confessa que matou o namorado em ritual de magia

O corpo da vítima só foi encontrado um mês depois, em avançado estado de decomposição

por Jameson Ramos qua, 07/11/2018 - 09:36
Reprodução/TVGazeta O casal se conheceu no ano passado, quando Cléa era vizinha de Cicchelli em Turim, na Itália Reprodução/TVGazeta

Após ter confessado à polícia de Alagoas o assassinato de seu namorado, o advogado italiano Carlo Cicchelli, de 48 anos, Cléa Fernanda Máximo da Silva afirmou que cometeu o crime durante um ritual de magia do qual foi obrigada a participar. As informações foram repassadas em um novo depoimento nessa terça-feira (6).

Cléa disse que não premeditou o crime, mas que aproveitou a oportunidade para matar o namorado porque, segunda ela, sofria constante violência física e psicológica.

Ao G1, a delegada responsável pelo inquérito, Rosimere Vieira, da delegacia de homicídios da Capital (DHC), disse que a suspeita afirmou em depoimento que em 26 de setembro, dia do crime, foi alvo de agressões físicas por parte do italiano - justamente no dia em que era dado prática de rituais de magia.

O corpo de Carlo Cicchelli foi encontrado na última segunda-feira (5), na casa onde ele morava com Cléa, no bairro de Ponta Grossa, Maceió. Foi a própria suspeita quem procurou a polícia e confessou que tinha cometido o crime há quase um mês, estando o corpo da vítima em avançado estado de decomposição.

Cléa Fernanda revelou ainda que usou produtos para que os vizinhos não sentissem o odor do cadáver e que o corpo da vítima foi colocado envolto em sacos plásticos, guardado num cômodo da casa que permaneceu fechado durante algum tempo.

Por conta do estado de decomposição do corpo só vai ser possível indicar quais tipos de lesões levaram a vítima à morte depois de um exame de perícia do Instituto Médico Legal (IML). Cléa permanece em prisão preventiva e as investigações continuam.

O casal se conheceu no ano passado, quando Cléa era vizinha de Cicchelli em Turim, na Itália. O advogado abandonou a carreira e foi viver com a brasileira em outra cidade italiana, onde montou um restaurante.

O casal se mudou para o Brasil em junho deste ano, e a última vez que Carlo entrou em contato com a família foi em 25 de setembro.

LeiaJá também

-> Italiano é assassinado por namorada em Maceió

COMENTÁRIOS dos leitores