Setor de serviços cai 0,2% em março, diz IBGE

Segundo o IBGE, a queda reflete variações negativas em três das cinco atividades investigadas, com destaque para serviços profissionais, administrativos e complementares, cuja retração foi de 1,8%

por Caroline Nunes ter, 15/05/2018 - 17:08

O setor de serviços fechou o mês de março com queda de 0,2% em relação a fevereiro na série com ajuste sazonal. Com a retração de fevereiro para março, o setor finalizou primeiro trimestre com queda acumulada de 1,5%. Já o resultado acumulado dos últimos 12 meses fechou negativo em 2%.

Os dados pertencem à Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) e foram divulgados hoje (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As informações indicam que, em relação a março do ano passado, na série sem ajuste sazonal, o volume de serviços variou -0,8%.

Do ponto de vista da receita nominal do setor, o crescimento foi de 1,8% de fevereiro para março, com o acumulado do trimestre fechando em 1% e o dos últimos 12 meses em 2,5%. Na comparação com março do ano passado, o crescimento foi de 1,9% na receita nominal do setor.

Segundo o IBGE, a queda de 0,2% de fevereiro para março deste ano reflete variações negativas em três das cinco atividades investigadas, com destaque para serviços profissionais, administrativos e complementares, cuja retração foi de 1,8%. Os demais resultados negativos vieram dos segmentos de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,8%) e de outros serviços (-0,4%).

Fecharam com resultados positivos as atividades de serviços de informação e comunicação, que cresceram 2,3%, e os serviços prestados às famílias, com expansão de 2,1%. Já o agregado das atividades turísticas subiu 2% em relação a fevereiro.

Ainda na série com ajuste sazonal, o índice de média móvel trimestral para o total do volume de serviços recuou 0,7% no trimestre encerrado em março de 2018, frente ao nível do mês anterior, intensificando, assim, o ritmo de queda frente a fevereiro (-0,2%).

COMENTÁRIOS dos leitores