Espanha anuncia apreensão de 8,7 toneladas de cocaína

A mercadoria havia sido enviada por uma empresa colombiana, que não foi identificada, e tinha como destino uma importadora espanhola em Málaga, sul da Espanha

qua, 25/04/2018 - 07:39
Handout O ministro espanhol do Interior, Juan Ignacio Zoido (c), informa a imprensa sobre a apreensão recorde de 8,7 toneladas de cocaína em 25 de abril de 2018 no porto de Algeciras, no sul da Espanha Handout

O ministério espanhol do Interior anunciou nesta quarta-feira (25) a maior apreensão de cocaína da história do país, depois que 8,7 toneladas da droga foram recuperadas em um contêiner de um navio carregado no porto colombiano de Turbo.

A cocaína foi recuperada em 22 de abril no porto de Algeciras (sul), escondida em um contêiner de bananas dentro do navio "Lucie Schulte", em uma operação que terminou com a detenção de cinco pessoas, três na Espanha e duas na França.

A mercadoria havia sido enviada por uma empresa colombiana, que não foi identificada, e tinha como destino uma importadora espanhola em Málaga, sul da Espanha. As duas empresas eram monitoradas pelas autoridades espanholas, que também atuaram em colaboração com outros países. A polícia e agentes da Alfândega revisaram em 22 de abril os três contêineres suspeitos e encontraram em um deles a cocaína oculta entre várias caixas de banana. 

Depois, as autoridades permitiram uma "entrega vigiada" da droga, que os levou a Málaga, onde três espanhóis relacionados com a importadora foram detidos. "Outros dois empresários membros da organização fugiram,, mas foram detidos em Lyon, França. Os dois têm nacionalidade francesa", explicou a Agência Tributária.

A Espanha é o principal ponto de entrada de drogas na Europa por sua proximidade com o norte da África, região produtora de maconha, e suas relações com a América do Sul, de onde procede a cocaína.

COMENTÁRIOS dos leitores