Irã confirma que acidente aéreo não deixou sobreviventes

De acordo com a imprensa turca, no avião viajavam a filha de Huseyin Basaran - presidente deste grupo turco que atua nas áreas de energia, construção e turismo - e sete de suas amigas

seg, 12/03/2018 - 09:18
MORTEZA SALEHI Equipes de resgate removem os corpos no sudoeste do Irã MORTEZA SALEHI

Os serviços de resgate não encontraram nenhum sobrevivente entre os destroços do avião particular que caiu no domingo (11) na região sudoeste do Irã com 11 pessoas a bordo.

"O avião transportava três membros da tripulação e oito passageiros. Duas passageiras tinham nacionalidade espanhola e as outras eram cidadãs turcas", informou nesta segunda-feira (12) a Organização Iraniana da Aviação Civil (OIAC) em um comunicado.

De acordo com a imprensa turca, no avião, um Bombardier Challenger 604 de propriedade da empresa Basaran Holding Company, viajavam a filha de Huseyin Basaran - presidente deste grupo turco que atua nas áreas de energia, construção e turismo - e sete de suas amigas.

Mina Basaran havia anunciado seu noivado em outubro e viajou aos Emirados Árabes Unidos para celebrar sua despedida de solteira, segundo a imprensa de seu país.

O avião decolou de Sharyah, nos Emirados Árabes Unidos, e seguia para Istambul quando caiu nas montanhas de Zagros, mais de 400 km ao sul de Teerã.

"O avião entrou no espaço aéreo da República Islâmica do Irã às 16H59 locais (10H29 de Brasília) e caiu às 18H09", informou a OIAC.

O avião desapareceu dos radares depois de "que o piloto pediu para baixar de altitude devido a um problema técnico", informou a OIAC.

De acordo com a agência iraniana Isna, os corpos das 11 vítimas foram encontrados.

Os corpos devem ser transportados nesta segunda-feira até o aeroporto de Shahr-e Kord, capital da província de Shahar Mahall-Bajtiari, região da tragédia.

As caixas-pretas do avião foram localizadas e serão enviadas às autoridades turcas, de acordo com a agência Irna.

COMENTÁRIOS dos leitores