Balcão de Negócios abre as portas para o empreendedorismo

Evento realizado na Unama Ananindeua ofereceu consultoria para negócios e mostrou projetos inovadores em diversas áreas

qui, 07/12/2017 - 10:34

Na última quarta-feira (6), foi realizada no campus da Universidade da Amazônia (Unama Ananindeua), na rodovia BR-316, a segunda edição do Balcão de Negócios, evento idealizado para incentivar o empreendedorismo. Foram 12 horas de programação gratuita, incluindo a palestra do fundador da rede China in Box, Robinson Shiba. 

Promovido pela Redes/Fiepa e Sebrae no Pará, juntamente com a Conselho da Mulher Empresária (CME) da Associação de Empresarial de Ananindeua (ACIA), o Balcão de Negócios ofereceu consultorias financeira, jurídica, rodada de negócios e apresentou produtos inovadores em diversas áreas, que foram expostos no hall de entrada da Unama. “Esse evento foi pensando em fomentar negócios na nossa região, e principalmente no nosso município. Precisamos fazer com que pequenas empresas façam negócios, e empreendam”, explicou a organizadora do evento, Ivelane Neves.

A Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) participou da roda de negócios. “O objetivo principal hoje para a Fiepa é fomentar essa geração de negócios, entre as indústrias que mantêm a nossa iniciativa e as empresas locais. É através desse evento  que conseguimos identificar e oportunizar a geração de negócios para quem quer comprar e quem quer vender”, afirmou o coordenador de projetos e conteúdo da Fiepa, Junior Lopes.

Uma das palestras mais esperadas do evento foi a do fundador do China in Box, Robinson Shiba, que dirige a maior rede de faz-food chinês da América Latina e um dos preceptores do conceito “delivery” no Brasil. Durante a sua palestra, Shiba contou a história de sua vida e pontos chaves do modelo de empreendedorismo da sua empresa, para quem pensa em abrir seu próprio negócio. “Para quem vai empreender aqui no Brasil, eu aconselho que escolha um segmento e depois faça muitas pesquisas, pesquisas informais mesmo, visitando os futuros concorrentes, com o objetivo de aprender e entender o mercado, mas com o principal objetivo de identificar diferenciais competitivos”, revelou Robinson Shiba.

A jornalista e empresária Norimar Muller foi uma das visitantes da feira. “Eu acho que é uma oportunidade muito boa, principalmente para os pequenos, porque você tem em um mesmo local vários estandes com os temas que você procura no dia a dia para a sua empresa”, afirmou a empresaria.

Por Ariela Motizuki.



COMENTÁRIOS dos leitores