Menina faz boa ação e doa cabelos para crianças com câncer

Menina viu crianças sem cabelo e resolveu doar os seus neste ano

por Naiane Nascimento qua, 06/12/2017 - 12:42
Divulgação/Corpo de Bombeiros Menina cuidou dos seus cabelos e doou no ano seguinte Divulgação/Corpo de Bombeiros

A atitude de uma menina de nove anos chamou atenção de muitos adultos, afinal, a sua empatia com quem precisa se tornou exemplo. Após visitar o Hospital de Câncer do Recife, em 2016, ela observou o ambiente e tomou para si uma tarefa: a de doar às crianças tratadas ali. O que chamou sua atenção foi o fato de muitas crianças não terem cabelo, então ela resolveu ajudá-los doando os seus, neste ano. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a menina Raiany Chalegre faz parte do 96º Grupo Escoteiro Brantmeesters e, ao ingressar na equipe, “prometeu todos os dias fazer uma boa ação”. As informações são de que ela se comprometeu que, a partir daquela visita, “iria cuidar muito bem dos seus cabelos ao longo de um ano e, no dia Internacional do Voluntariado deste ano, voltou ao Hospital do Câncer do Recife para fazer a doação”. Ela contou que esperou um ano para fazer a doação e informou que seu desejo era de que outra menina usasse seus cabelos. 

Para ingressar no grupo de escoteiros

Diante desta boa ação, o Corpo de Bombeiros esclareceu como é possível ser escoteiro. Para ingressar no movimento escoteiro a criança precisar ter mais de 6,5 e ser alfabetizada. As reuniões acontecem aos sábados, das 8h às 11h. O grupo tem suas escaladas e é iniciada por lobinhos que são as crianças de 6,5 a 10 anos – alfabetizados –, como é o caso de Raiany. Em seguida, para os de 11 a 14 anos, são os escoteiros; depois o sênior, de 15 a 18 anos e pioneiros, de 19 a 21 anos. Para contatos, os bombeiros fornecem o e-mail escoteirosdofogo@gmail.com e o telefone do Tenente-Coronel Edson Marconni (81) 99636-9945.

COMENTÁRIOS dos leitores