Fabricantes terão de fazer anúncios anti-tabaco nos EUA

Empresas usaram recursos judiciais para evitar o cumprimento da sentença proferida em 2006

por Wagner Silva seg, 27/11/2017 - 17:15

Os fabricantes de cigarro dos EUA começaram ontem a veicular campanhas publicitárias alertando sobre os riscos do tabagismo. A medida foi imposta pela Justiça do país em 2006 e as empresas conseguiram escapar dessa obrigação por meio de recursos. O processo teve início após o Departamento de Justiça afirmar que as empresas não estavam sendo claras com os consumidores sobre os riscos.

Além de propagandas no rádio, as empresas terão que pagar anúncios de página inteira em pelo menos 50 grandes jornais americanos e pagar por 260 peças veiculadas nos canais de televisão aberta de alcance nacional, como ABC, CBS e NBS. Os anúncios terão que alertar as pessoas para que não comecem a fumar. Há 45 anos que as fabricantes não têm a obrigação de fazer campanhas educativas na TV.

O Departamento de Saúde afirma que o tabagismo é a principal causa de morte no país. O cigarro mata em média 1.200 pessoas por dia; 480 mil anualmente nos Estados Unidos, mesmo com o número de fumantes em queda: nos anos 60 o montante representava 42% da população, em 2015 uma pesquisa mostrou que o número caiu para 15%.

COMENTÁRIOS dos leitores