Arrependido, ladrão devolve furto e pede perdão em carta

Caso aconteceu em Guarapuava, no Paraná

sex, 13/10/2017 - 09:57

Um homem que furtou carro e eletrônicos se arrependeu do crime, devolveu os pertences e escreveu uma carta pedindo perdão. O furto aconteceu no último sábado (7), por volta das 20h30, na cidade de Guarapuava, região central do Paraná.

Thiago Sene, que é técnico em informática, disse ao LeiaJá ter sido furtado ao deixar o carro destrancado para entregar um notebook de um cliente. "O carro estava estacionado bem perto da porta. O rapaz me chamou para ver uma coisinha. Foi coisa de dois minutos. Quando saí o carro não estava mais lá". O técnico e sua companheira divulgaram o caso nas redes sociais e relataram o caso para a polícia. Eles iniciaram uma busca pelas redondezas.

Por volta das 23h30 do mesmo dia do crime, o proprietário encontrou o veículo, mas sem os pertences, como tablet, aparelho de dvd e uma bateria de celular. O veículo estava trancado e ele precisou contratar um chaveiro. Na madrugada da segunda-feira (9), ele recebeu uma ligação a cobrar e retornou.

"Ficou uns segundos quieto aí começou: 'eu quero que me perdoe, perdoe o mal que fiz'. Eu perguntei que mal que ele tinha feito, aí ele disse que roubou o meu carro, só que não acreditei", detalha o rapaz ao LeiaJá. No telefone, a pessoa contou que a chave estava no quebra-sol, o que se confirmou.

O assaltante também informou ter deixado os demais pertences onde o carro foi roubado. No saco em que estavam os aparelhos, foi encontrada uma carta escrita à mão, em que o assaltante se desculpa e diz ter perdido um bebê, o emprego, começado a beber e batido o carro. "E minha mulher quer me deixar. Não justificava o que eu fiz, o mal que causei a vocês. Me perdoem", escreveu.

O casal se comoveu com a história e decidiu que não vai denunciar o acusado. "Ele está perdoado, devolveu tudo que tinha nos levado", disse Thiago. A companheira do técnico ainda cogitou ajudar o assaltante de alguma maneira, mas eles descobriram que o telefone que ele usou era um orelhão.  

 

 

COMENTÁRIOS dos leitores