Universitários criam projeto que muda a vida de crianças

Com incentivo à prática esportiva e estímulo à educação, jovens estudantes trabalham voluntariamente, todos os sábados, em centro comunitário de Ananindeua

qui, 05/10/2017 - 15:17

Há cerca de dois anos, uma iniciativa de jovens universitários tem atraído dezenas de crianças ao Centro Comunitário do Conjunto Guajará I, em Ananindeua. O trabalho dos voluntários, denominado "Jogo do Amanhã", tem como objetivo incentivar a formação do caráter por meio de esporte e educação, e manter os jovens longe da criminalidade.

Diante dos problemas sociais vivenciados pelos moradores e do abandono do centro comunitário, os amigos Vitor, Riandlo e Gabriel, que moram próximo ao local, viram a necessidade de criar algo que pudesse mudar a realidade das crianças da área e também utilizar o espaço de forma correta. “Resolvemos criar o projeto porque a gente sempre via as crianças aqui no local onde eram feitas coisas ilícitas, e a gente precisava fazer algo por elas. Viemos pra cá só com uma bola, e chamamos as crianças. Tivemos um retorno muito positivo delas”, disse Riandlo Ribeiro, 22 anos, estudante de Fisioterapia.

Além das brincadeiras e atividades esportivas, as crianças recebem orientações que auxiliam na formação do cidadão de bem, e isso reflete no comportamento em casa e na escola. É o que confirma Lorena Silva, 32 anos, mãe de duas crianças que participam do projeto. “Na parte dos estudos eles estão mais interessados, antes era só na frente da televisão. Como aqui tem um cantinho para leitura, isso incentivou bastante. O meu filho mais velho está mais obediente, porque aqui eles ensinam a respeitar os pais”, afirmou.

Cerca de 30 jovens universitários trabalham no local, como coordenadores e equipe de apoio. Todos os sábados eles se dispõem a ir até o centro motivados pela troca de afeto com as crianças. “Quando a gente chega aqui, as crianças te recebem muito bem, elas te abraçam, têm um carinho muito grande. A gente percebe que nem todos têm isso em casa, aqui é uma fonte que elas procuram, é gratificante”, relata Dayane Pereira, 20 anos, estudante de Medicina Veterinária.

Gabriel Henrique, 7 anos, é uma das crianças que participam. Ele conta que conheceu o projeto ao ser convidado por um de seus amigos que já frequentava o espaço. “O que eu mais gosto aqui é de jogar bola, me divirto bastante, e os tios são muito legais”, destaca. O projeto se mantém por meio de doações de pessoas da comunidade, donos de estabelecimentos comerciais, que se sensibilizam e apoiam a causa. Os voluntários também realizam eventos em prol da manutenção do lugar e para a compra de materiais.

“O nosso objetivo é transformar o caráter das crianças, mudar a vida delas. Por ser uma área carente, muitas não têm a atenção da família, e aqui a gente tenta dar esse tipo de ajuda”, concluiu Vitor Ferreira, 19 anos, estudante de Educação Física, um dos idealizadores do projeto "Jogo do Amanhã". Veja vídeo abaixo.

Por Adrielly Araujo, Fernanda Cavalcante e Caroline Monteiro.

Embed:


 

COMENTÁRIOS dos leitores