Rússia inicia exercícios militares e Otan monitora

A Rússia diz que o exercício busca preparar as Forças Armadas para lidar com ameaças terroristas

qui, 14/09/2017 - 09:30
MICHAEL KLIMENTYEV/SPUTNIK/AFP MICHAEL KLIMENTYEV/SPUTNIK/AFP

A Rússia iniciou formalmente nesta quinta-feira exercícios militares na região do Báltico que geraram meses de advertências do Ocidente. Os russos moveram tanques para a fronteira com a Bielo-Rússia, após a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) enviar um de seus aviões de monitoramento para observar as aeronaves do país.

A Otan promete acompanhar atentamente os movimentos militares russos durante os exercícios, conhecidos como Zapad. O envio do avião de sua base na Alemanha para Riga, na Letônia, foi visto como uma mostra do compromisso da aliança com os Estados do Báltico que fazem fronteira com a Rússia.

Os exercícios dos russos e bielo-russos devem seguir até o dia 20. A Rússia diz que apenas 12.700 soldados participam, mas a Otan já estimou que no total estariam envolvidos entre 70 mil e 100 mil tropas.

A Rússia diz que o exercício busca preparar as Forças Armadas para lidar com ameaças terroristas. Já os EUA e a Otan advertiram sobre o risco de um acidente ou de um erro de cálculo das forças russas.

Os exercícios Zapad geram temores no Báltico, onde líderes políticos e militares advertiram que a Rússia poderia usá-los para praticar sua capacidade de intimidar os vizinhos. Funcionários da Otan dizem que, como a Rússia já usou exercícios militares para encobrir a intervenção na Ucrânia, muita atenção é necessária. Moscou nega qualquer outra intenção além de treinamento e diz que todas as suas forças voltarão para as bases de origem depois disso. Fonte: Dow Jones Newswires.

COMENTÁRIOS dos leitores