Suposta caricatura de Lula em tiro ao alvo vira polêmica

A loja Sniper, localizada no Shopping Tacaruna, ainda não se pronunciou sobre o caso

por Naiane Nascimento ter, 12/09/2017 - 09:06 Atualizado em: ter, 12/09/2017 - 11:48
Reprodução/Facebook Opiniões ficaram divididas, porém, parlamentar diz que acionará as autoridades Reprodução/Facebook

Na noite da última segunda-feira (11), uma imagem começou a circular pelas redes sociais e dividiu as opiniões de internautas. Uma suposta caricatura do ex-presidente Lula como alvo de um stand de tiros foi apontado como incitação à violência e a prática de crime. A imagem feita pelo jornalista Sérgio Dionízio viralizou; a vereadora do Recife Marília Arraes (PT) criticou o estabeleciemento. 

Em uma postagem na sua página do Facebook, ela frisa que “no interior de uma das lojas/operações do Shopping Tacaruna, identificada como Sniper, os frequentadores - muitos dos quais crianças e adolescentes - são “convidados” a atirar contra uma figura que representa o ex-presidente Lula. Não estamos falando de um desenho despretensioso ou uma gravura hipotética, e sim de uma caricatura que tem claramente as feições de um dos maiores e mais importantes líderes políticos do País!”. 

Diante desse posicionamento, a publicação ganhou mais de 120 compartilhamentos, entre eles, opiniões contrárias às da parlamentar. “Essa senhora da publicação original está falando mal do Sniper Airsoft porque usaram um desenho do Lula no alvo hahahahahaha! Só por causa disso vou lá atirar com bolinhas!”, disse um internauta. Outro ainda faz um comparativo com a presidência atual do Brasil. “Engraçado... Se fosse um boneco do #foratemer! o Ministério Público, o Governador do Estado e o Prefeito já estavam lá na porta! Alguém duvida???”.

Entre os comentários, um internauta explica ser um operador de Airsoft. Ele conta que a modalidade “é uma experiência para as pessoas se sentirem no mundo militar e ali expressar suas alegrias soltar a adrenalina”. Ele ainda faz um contraponto, “se um jovem for fazer um rolezinho com armas de Airsoft, a pessoa não estará correndo perigo de vida, a arma não atira sozinha, tem que existir uma força para puxar o gatilho, então se estamos fazendo incitação a violência o que a televisão está fazendo com certas novelas?”, questiona.

A loja Sniper, localizada no Shopping Tacaruna, explicou em nota que o airsoft é bastante difundido ao redor do mundo e que, no Brasil, funciona sob regulamento da portaria n° 002-colog, de 26 de fevereiro de 2010, e do decreto Nº 3.665, de 20 de novembro de 2000. Sobre o caso, a loja se pronunciou informando que “A nossa intenção em momento nenhum foi denegrir a imagem de alguém em específico e sim difundir o esporte como uma forma de brincadeira e entretenimento utilizando alvos temáticos como do Coringa, DeadPool, Minions, Zumbis, entre outros para o público em geral. Quanto à apologia do comentário ao rolezinho preferimos não nos posicionar. A Sniper é PAZ e AMOR”.

A vereadora Marília Arraes apontou que “como parlamentar recifense, vou não só procurar a direção do shopping (que fica no bairro de Santo Amaro, sob a jurisdição do município do Recife), mas também ingressarei com uma representação junto às autoridades competentes para que esse flagrante absurdo contra a democracia e os direitos humanos seja coibido e punido!”. 

COMENTÁRIOS dos leitores