Capitania dos Portos recomenda que banhistas evitem o mar

Aesa explica frequência dos registros de alerta na Paraíba. De acordo com a meteorologista Marle Bandeira esses eventos são classificados como “normais” para a época.

por Vitória Vieira ter, 12/09/2017 - 14:58

Em decorrência dos ventos fortes que podem alcançar 61 km/h no litoral, a Capitania dos Portos emitiu alerta nesta terça-feira (12) válido até as 21h, recomendando que banhistas e pescadores evitem o mar. Desde o fim do inverno estão sendo registradas fortes ventanias, alertas de ressaca, névoa intensa e chuva nas regiões Litorâneas, no Brejo e Agreste paraibano. Esses eventos foram classificados pela Agência Estadual de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) como “normais” para a época.

“As ventanias, chuvas esparsas e até a névoa no Brejo são normais para essa época do ano [fim do inverno e início da primavera] por conta da umidade vinda do oceano. Muita gente acha que o que ocorre aqui tem relação com os furacões que atingem o Atlântico Norte, mas são dois sistemas totalmente diferentes”, contou Marle Bandeira, meteorologista da Aesa. No sábado (9) foi registrado ressaca do mar, que  provocou destruição em Jacumã, no Conde e em João Pessoa. No domingo (10) uma névoa intensa acompanhada de chuva foi registrada em Guarabira. Em João Pessoa também foram registrados ventos fortes, na manhã de domingo e da segunda-feira (11).

De acordo com a meteorologista da Aesa, com a chegada da primavera, no dia 22 de setembro até o dia 21 de dezembro, acontecerá uma diminuição significativa das chuvas e aumento das temperaturas em todo o estado. “Até o fim do inverno ainda teremos chuvas esparsas em determinados locais e ventos fortes. Porém, após a entrada da primavera teremos uma diminuição das chuvas, dos ventos e uma elevação das temperaturas. Com isso, iremos sentir cada vez mais calor”, concluiu.

COMENTÁRIOS dos leitores