Bolsas da Ásia e do Pacífico fecham em alta

O principal índice acionário da China, o Xangai Composto, subiu 0,09% hoje, a 3.379,49 pontos

ter, 12/09/2017 - 06:10

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, à medida que investidores continuaram dispostos a tomar risco diante de menores preocupações com questões relacionadas à Coreia do Norte e tempestades que atingiram os EUA recentemente.

O mercado japonês liderou os ganhos na Ásia pelo segundo dia consecutivo, uma vez que o iene se manteve fraco em relação ao dólar com a atenuação das incertezas. O índice Nikkei encerrou o pregão de hoje em Tóquio com ganho de 1,18%, a 19.776,62 pontos, atingindo o maior nível em cinco semanas.

A recuperação das bolsas da região começou ontem, depois que a Coreia do Norte passou o fim de semana sem realizar testes com mísseis e o furacão Irma se enfraqueceu para tempestade tropical, embora tenha feito sérios estragos no Estado americano da Flórida. Existia uma expectativa de que o regime norte-coreano pudesse lançar um novo míssil no sábado (09), quando o país comemorou o aniversário de sua fundação.

Ontem, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou, por unanimidade, um novo pacote de sanções contra a Coreia do Norte. No entanto, ao contrário do que desejavam os EUA, as restrições não incluem o banimento às importações de petróleo nem o congelamento de ativos do governo norte-coreano ou do líder Kim Jong-un.

O principal índice acionário da China, o Xangai Composto, subiu 0,09% hoje, a 3.379,49 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto contrariou o viés positivo na Ásia e caiu 0,28%, a 1.986,21 pontos, influenciado pela queda de ações recém listadas.

Em outras partes da região asiática, o Hang Seng exibiu alta marginal de 0,06% em Hong Kong, a 27.972,24 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,27% em Seul, a 2.365,47 pontos, e o Taiex subiu 0,36% em Taiwan, a 10.610,35 pontos, com fornecedores de componentes eletrônicos locais na expectativa para o evento da Apple na tarde desta terça-feira, quando a gigante americana de tecnologia deverá lançar novos modelos do iPhone.

Nas Filipinas, não houve negócios hoje devido à suspensão de operações de compensação e liquidação no sistema bancário do país.

Na Oceania, a bolsa australiana avançou para seu maior patamar em três semanas, impulsionada por papéis de bancos domésticos e de grandes mineradoras. O índice S&P/ASX 200 teve alta de 0,58% em Sydney, a 5.746,40 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

COMENTÁRIOS dos leitores