Fibrose cística afeta uma a cada 10 mil pessoas no Brasil

A patologia gera produção de muco mais espesso que o normal, que leva ao acúmulo de bactérias e germes nas vias respiratórias e no pâncreas

por Sarah Abrão qua, 06/09/2017 - 17:18

A fibrose cística é uma doença genética e crônica que atinge os sistemas respiratório e digestório, com incidência média no Brasil de uma para 10 mil pessoas.

Segundo a pneumologista pediatra, Luciana Monte, coordenadora do Centro de Referência Pediátrico em Fibrose Cística do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB), o acompanhamento é feito desde cedo, quando a criança sente os sintomas.

"Acompanhamos desde cedo, então vamos prevenindo os sintomas. Ainda não existe cura, mas no tratamento a gente fluidifica a secreção e faz fisioterapia para retirar a secreção acumulada, o que minimiza a progressão da doença", explicou.

A gravidade e a frequência dos sintomas variam, mas a maioria dos pacientes apresentam nos primeiros anos de vida. O diagnóstico aparece por meio do Teste do Pezinho e o paciente tem a qualidade de vida melhorada, podendo começar o tratamento logo cedo. O teste, realizado com a coleta de gotas de sangue do calcanhar do recém-nascido, deve ser feito entre o 3º e 5º dia após o nascimento.

Entre os sintomas mais comuns estão a tosse persistente, muitas vezes com catarro, pele e suor com sabor salgado, infecções pulmonares frequentes, como pneumonia e bronquite, chiados no peito, gordura nas fezes, baixo crescimento e pouco ganho de peso. 

Não existe cura para a doença, também chamada de mucoviscidose. A doença é caracterizada pela produção de muco mais espesso que o normal, que leva ao acúmulo de bactérias e germes nas vias respiratórias e no pâncreas.

Já o tratamento dos pacientes deve envolver, além dos medicamentos, programa de fisioterapia respiratória, hidratação, tratamento precoce das infecções respiratórias e fluidificação de secreções. O acompanhamento é multidisciplinar, envolvendo psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros especialistas.

Confira abaixo os principais sintomas da doença:

Sintomas de fibrose cística em crianças de até dois anos

Infecções respiratórias frequentes

Baixo crescimento e baixo ganho de peso

Gordura nas fezes

Obstrução intestinal grave

Icterícia neonatal

Sintomas de fibrose cística em crianças de três a 16 anos

Infecções respiratórias frequentes

Sinusite crônica

Gordura nas fezes

Deformidades nos dedos e unhas das mãos

Obstrução intestinal crônica

Sintomas de fibrose císticas em adultos

Sinusite crônica

Pancreatite

Problemas no fígado

Esterilidade

Doença pulmonar crônica

COMENTÁRIOS dos leitores