Empresa lança 'maquininha' de débito e crédito para dízimo

Através do serviço da DízimoFiel, paróquia pode saber quem doou o dízimo e quanto foi a doação

ter, 22/08/2017 - 18:55
Reprodução Já foram fechados negócios com igrejas de Pernambuco, Tocantins, Maranhão, Rio Grande do Norte e Brasília Reprodução

Uma startup desenvolveu a DízimoFiel, máquina para recolhimento do dízimo via cartão de débito ou crédito nas igrejas católicas. Um dos grandes benefícios da tecnologia é que a paróquia poderá acompanhar toda a movimentação dos fieis, sabendo quem doou e quanto foi o valor doado.

Cada dizimista poderá ter um cartão ou chaveiro personalizado pela igreja. O recurso permite que o fiel faça o pagamento ou devolução - como a máquina está programada a dizer, bastando apenas aproximar o chaveiro da maquineta. Já o gestor terá um aplicativo para smartphone com acesso a relatórios apresentando dados como: dízimo por período, por dizimista, por meio de pagamento, entre outros.

O site oficial da startup não detalha os custos das paróquias com o serviço. Uma matéria da Folha de São Paulo afirmou que as paróquias compram o aparelho por R$ 1,5 mil mais taxa mensal de R$ 180. Os chaveiros eletrônicos a serem entregues aos fieis não são obrigatórios e são cobrados por fora. Para permitir transações em cartão de crédito e débito, de bandeiras Visa e Mastercard, a igreja ainda cobra uma taxa. 

Na seção de depoimentos do site, diversos segmentos das igrejas se mostram satisfeitos com o produto. "Além de deixar o processo mais simples e fácil, os relatórios nos permitem acompanhar de forma muito completa os numerários diários da paróquia, sem falar na praticidade no atendimento, a rapidez na acolhida do fiel e a transparência econômica", escreve o pároco Deoclézio Wigineski. "Os fiéis também têm se mostrado muito satisfeitos pois agora podem usar seus cartões de débito", diz Ana Paula de Oliveira, secretária de paróquia. 

Além do modo dízimo, o sistema também possui o modo ticket, voltado para o acompanhamento das transações em em outros tipos de eventos, como festas e quermesses. Rômulo Duarte, sócio da DízimoFiel, destaca em vídeos publicados na página oficial do facebook que a máquina permite mais transparência e "o avivamento da consciência do dízimo e das ofertas para os fieis". Segundo Duarte, já havia sido fechado negócios com igrejas de Pernambuco, Tocantins, Maranhão, Rio Grande do Norte e Brasília. 

COMENTÁRIOS dos leitores