Governador de Guam pede à população para "ficar preparada"

Eddie Calvo assegurou que o nível de alerta "não mudou", apesar das ameaças da Coreia do Norte de atacar com mísseis o território

sex, 11/08/2017 - 08:26
VIRGILIO VALENCIA/AFP Diante de qualquer mudança no nível de ameaça, as autoridades informarão pelos alto-falantes de alerta de tsunami situados na costa VIRGILIO VALENCIA/AFP

O governador de Guam, Eddie Calvo, pediu nesta sexta-feira (11) à população para "ficar preparada contra qualquer eventualidade". Ele assegurou que o nível de alerta "não mudou", apesar das ameaças da Coreia do Norte de atacar com mísseis o território. A informação é da Agência EFE.

"É importante esclarecer que se houver um ataque a qualquer território americano, incluindo Guam, haverá uma resposta contundente", declarou Calvo em entrevista em sua página no Facebook.

O político pediu aos 163 mil habitantes e milhares de turistas que visitam a região que continuem a viver sua vida e seus planos com total normalidade.

Diante de qualquer mudança no nível de ameaça, as autoridades informarão pelos alto-falantes de alerta de tsunami situados na costa, pelas televisões, os  rádios e a internet, lembrou o governador, que mantém contatos com os marines dos Estados Unidos (EUA) na região.

Calvo e o seu secretário de Segurança, George Charfauros, se mostraram "confiantes" no funcionamento do sistema de defesa antibalística dos EUA. Eles acreditam que as possibilidades de que um míssil caia no território sejam mínimas.

"Guam é tão seguro quanto Tóquio, Seul ou Taipé", disse o representante, ao lembrar que em 2013 Guam já sofreu ameaças do regime norte-coreano.

Nesta sexta-feira, o Escritório para a Defesa Civil de Guam publicou uma série de recomendações à população para que se prepare diante da "iminente ameaça com mísseis". As recomendações incluem, entre outras, o fornecimento médico de emergência, armazenamento de comida enlatada e o isolamento da casa  em caso de ataque bioquímico.

COMENTÁRIOS dos leitores