Taxistas prometem carreata contra o Uber na segunda (19)

A concentração do protesto está marcada para as 6h em frente ao Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, RMR

qui, 15/06/2017 - 17:13
André Nogueira/LeiaJáImagens/Arquivo Taxistas dizem que motoristas do Uber estão operando fora do aplicativo André Nogueira/LeiaJáImagens/Arquivo

Diversas cooperativas de táxi da Região Metropolitana do Recife (RMR) e também do Interior organizam uma carreata para a próxima segunda-feira (19). A concentração do protesto está marcada para as 6h em frente ao Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, RMR.

Novamente, o ato é contra o Uber. Segundo Wellington de Lima, diretor da Cooperativa dos Taxistas de Shopping (Coopershopping), os motoristas do Uber têm liminar apenas para trabalhar através do aplicativo, mas isso não estaria sendo respeitado. “Eles estão fazendo filas como o táxi e criando um mal estar com a categoria. O promotor Humberto Graça disse na imprensa que o taxista que partisse pra cima de alguém do Uber perdiria a concessão, mas o taxista está sendo provocado”, comenta Wellington.

Como exemplo, o diretor da Coopershopping cita que há uma série de conflitos entre taxistas e motoristas do Uber no Shooping Tacaruna. “Semana passada teve briga. Eles ficam chamando os clientes lá dizendo ‘aqui é mais barato do que táxi’”, lembra. 

De acordo com Wellington de Lima, a carreata passará no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para pedir que o órgão monitore a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), que não estaria fiscalizando as irregularidades citadas. De lá, eles devem passar no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra, para questionar o tempo de vigência da liminar que permite a atividade do Uber no Recife. 

“Não adianta passar na prefeitura porque ela tá omissa, está dando as costas para a realidade, já cobramos muito. A liminar para trabalhar através do aplicativo é direcionada para o Uber, mas já existem outros aplicativos funcionando, que não são liberados. Já tivemos várias reuniões com a CTTU, mas até hoje ela não tem feito o papel de fiscalizador”, conclui. 

COMENTÁRIOS dos leitores