UBSs inauguradas em 2016 não funcionam

O prefeito de São Paulo João Dória (PSDB) prometeu a resolução do problema entre 90 e 120 dias, entretanto, o prazo já se esgotou e a situação continua a mesma

por Caroline Nunes sex, 19/05/2017 - 15:50

Três Unidades Básicas de Saúde (UBS) inauguradas no final do ano passado, na zona leste de São Paulo, ainda não começaram a funcionar.

As unidades, que ficam na região do Jardim Romano, Jardim São Nicolau e Conjunto Habitacional AE Carvalho, foram entregues juntas em dezembro de 2016, sem que tivessem sido integralmente concluídas. 

Enquanto a UBS – AE Carvalho não abre, moradores do bairro se reúnem financeiramente para conservá-la. “Pagamos uma pessoa que vem aqui, varre toda a frente e pega a folhagem para não ficar essa coisa abandonada”, conta Dona Jucilene, uma das colaboradoras da “vaquinha”.

A Secretaria Municipal da Saúde disse que está trabalhando para abrir os postos de saúde o mais rápido possível, mas que há um problema na rede elétrica da unidade do Jardim Romano. Segundo a Secretaria, a UBS não tem capacidade de suportar a demanda de energia. O órgão informou também que já entrou com um pedido de orçamento maior para reparar esse dano elétrico. A aprovação do orçamento pode demorar cerca de 60 dias. 

Na unidade Jardim São Nicolau, que custou aos cofres municipais R$ 4 milhões, falta o acabamento e a pintura. "Já está sendo providenciado", disse a prefeitura em nota oficial.

Em relação à UBS AE Carvalho, a prefeitura responsabilizou a gestão anterior do prefeito Fernando Haddad. Segundo a atual administração municipal, o prédio foi entregue no fim do ano passado sem levar em conta o número de pessoas que iriam trabalhar. A gestão Dória não deu um prazo para resolver esta questão.

COMENTÁRIOS dos leitores