Abrigo de idosos é interditado por irregularidades

A instituição apresentava irregularidades no acompanhamento e serviços oferecidos aos idosos

por Alice Mota sex, 19/05/2017 - 12:07

Uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) foi interditada pela Secretaria Executiva de Justiça e Direitos Humanos. O abrigo, localizado no Cordeiro, tem o prazo de 15 dias a partir da quinta-feira (18) para comunicar os familiares e 30 dias para encerrar completamente as atividades.

Foram verificadas diversas irregularidades na manutenção e gerenciamento do local. De acordo com nota da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), para os 28 idosos que estão na instituição, a alimentação oferecida não é suficiente e as condições de higiêne, mobilidade e acessibilidade no local são precárias. Também foi verificada falta de ventilação e excesso de camas por dormitório, ausência de atividades ocupacionais e desatualizações no relatório médico. 

A secretaria destacou, ainda, os medicamentos não identificados e sem registro de data de validade, além da ausência de acompanhamento nutricional que diferenciasse idosos com diabetes ou pressão alta dos demais.

Na instituição, nenhum dos contratos de prestação de serviço indicava o valor da mensalidade. 

O secretário-executivo de Direitos Humanos, Eduardo Figueiredo, destacou que fiscalizações como a que foi realizada são uma medida permanente da pasta. "Vamos realizar ações de fiscalização regulares, adotando medidas severas com as instituições que descumprirem as leis e os direitos dos idosos". 

Na quinta-feira (11), uma outra instituição foi interditada no bairro da Várzea, também através do Procon. O Ministério Público de Pernambuco requisitou a Delegacia do Idoso a instauração de inquérito policial para o caso do Cordeiro.

COMENTÁRIOS dos leitores