Polícias investigam sete casos do jogo Baleia Azul em PE

O último caso foi registrado nesta quinta-feira (20) e envolve um menor do bairro do Ibura, no Recife

por Jorge Cosme qui, 20/04/2017 - 20:04
Divulgação Polícia Civil detalhou as investigações que se iniciaram nesta semana Divulgação

Ao todo, sete casos envolvendo o jogo Baleia Azul estão sendo investigados em Pernambuco. Os trabalhos investigativos estão sendo realizados tanto pela Polícia Civil quanto pela Polícia Federal. 

Segundo o gestor do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), delegado Darlson Macedo, cinco vítimas procuraram o departamento e registraram o boletim de ocorrência. O caso mais recente foi nesta quinta-feira (20) no Ibura, Zona Sul do Recife. “Um dos desafios para a vítima era matar um animal, um gato, filmar e beber o sangue”, destaca o gestor. 

Baleia Azul é um jogo surgido na Rússia que propõe uma série de desafios a jovens, sendo o último deles o suicídio. Quando o jovem entra no jogo, mas decide sair, ela começa a receber ameaças.

“Essas ameaças não vão se concretizar. Esses curadores são covardes, não vão sair da zona de conforto para matar as crianças”, conta o delegado, que sugere que os participantes saíam do jogo e procurem a polícia. 

Uma das crianças que estão sendo acompanhadas saiu do grupo e começou a ser perseguido no WhatsApp. De acordo com o delegado, a criança recebeu ameaça de três pessoas com códigos telefônicos do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Salvador.

A recomendação para as famílias é acompanhar o comportamento das crianças, que ao se envolver com o Baleia Azul passam a ficar arredias e mudam seus hábitos. Por exemplo, elas podem passar a usar apenas camisa de manga longa, para esconder as cicatrizes dos desafios que envolvem a automutilação. 

COMENTÁRIOS dos leitores